Netflix cresce mais no 3º trimestre e supera expectativas

Netflix registrou 7 milhões de novos assinantes no terceiro trimestre; companhia vai continuar investindo em conteúdo original para crescer

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos
Netflix

A Netflix divulgou os seus resultados financeiros mais recentes com motivos de sobra para comemorar: enquanto o segundo trimestre do ano foi morno, o terceiro superou todas as expectativas. Entre os feitos está o registro de 7 milhões de novos assinantes no período — analistas e a própria companhia esperavam algo em torno de 5 milhões.

Esse número é importante porque mostra a investidores e analistas de mercado que a Netflix ainda tem força para enfrentar a crescente concorrência no segmento de streaming. Houve pelo menos 1 milhão de novas assinaturas só nos Estados Unidos. O crescimento no território norte-americano é importante porque é lá que a companhia encara mais competição.

No relatório financeiro (PDF), Reed Hastings, CEO da Netflix, comentou sobre a chegada de mais concorrentes:

“Conforme o entretenimento online cresce, mais companhias enxergam essa grande oportunidade. Empresas de conteúdo como Warner Media e Disney / Fox passam a distribuir suas próprias produções. Companhias de tecnologia como Apple e Amazon investem em conteúdo de qualidade para enriquecer as suas plataformas. (…) Nosso trabalho é fazer a Netflix se destacar para que, quando os usuários tiverem tempo livre, escolham o nosso serviço”.

Reed Hastings

Reed Hastings

Mais e mais produções originais

Para conseguir esse destaque, a Netflix aposta cada vez mais em produções originais. É um caminho inevitável, afinal, o aumento da concorrência implica em mais dificuldade para a companhia licenciar conteúdo de terceiros.

Um exemplo que ilustra bem esse cenário é o da Disney. A companhia planeja lançar um serviço de streaming até o fim de 2019 com conteúdo da Marvel, Lucasfilm, Pixar e outras produtoras. Isso significa que essas produções dificilmente serão disponibilizadas no catálogo da Netflix.

Ainda que boa parte das produções originais da Netflix venha tendo a qualidade questionada, a companhia segue investindo fortemente nelas. Parte desse esforço inclui a recente compra de um complexo de estúdios nos Estados Unidos: na semana passada, a Netflix desembolsou US$ 30 milhões para se tornar dona do ABQ Studios (ou Albuquerque Studios).

ABQ Studios

Mais assinantes, mais receita

A entrada de 7 milhões de usuários fez a Netflix encerrar o terceiro trimestre com 137 milhões de assinantes no mundo todo. Esse número impressionante ajudou a companhia a movimentar mais dinheiro no período. A receita foi de US$ 3,99 bilhões contra US$ 3,91 bilhões do trimestre anterior. Já o lucro líquido aumentou de US$ 384 milhões para US$ 403 milhões.

O efeito imediato disso é que, na terça-feira (16), data em que o relatório foi divulgado, o preço das ações da Netflix disparou 15%. Mas o momento não é de euforia. A Netflix agora precisa ficar focada na difícil meta de encerrar o atual trimestre com 9,4 milhões de novos assinantes.

Com informações: Quartz.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados