Início / Notícias / Computador /

Microsoft não oferece Windows para Macs com Apple Silicon

Windows 10 compatível com arquitetura ARM é distribuído somente para fabricantes de computadores, segundo Microsoft

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Proprietários de Macs com Apple Silicon não poderão instalar o Windows 10 em seus computadores. Pelo menos, por enquanto: a Microsoft não distribui para todos os consumidores cópias do sistema operacional que sejam compatíveis com a arquitetura ARM, que irá marcar presença nos futuros desktops e notebooks da Apple.

MacBook Pro (16 polegadas)

A Apple revelou os novos planos de transição durante a WWDC 2020. No evento desta segunda-feira (22), a companhia anunciou que irá trocar os processadores da Intel pelos chips Apple Silicon, com arquitetura ARM.

A mudança, no entanto, pode inviabilizar a instalação do Windows via Boot Camp (dual boot) nos próximos Macs sem chips da Intel. Ao ser questionada pelo The Verge nesta quarta-feira (24), a Microsoft explicou que distribui licenças do Windows 10 para a arquitetura ARM somente a fabricantes de computadores, e não consumidores finais.

A Microsoft também não revelou ao site especializado se há planos para alterar a política atual para que seja possível instalar o sistema nos novos Macs via Boot Camp. Além disso, embora exemplos de máquinas virtuais rodando Linux tenham sido apresentados na WWDC, a Apple não chegou a comentar sobre o Windows.

A transição para a arquitetura ARM marca o fim de uma era. Conforme anunciado pela Apple, o macOS 11.0 Big Sur está sendo desenvolvido para chips Apple Silicon, que possui arquitetura ARM assim como no iPhone e iPad. Os primeiros computadores com a plataforma serão apresentados ao público ainda em 2020.

Atualmente em testes, o macOS Big Sur deve ser liberado a todos os usuários até o fim do ano. O sistema operacional será compatível com o MacBook de 2015, MacBook Air de 2013, MacBook Pro do fim de 2013, iMac de 2014, iMac Pro de 2017, Mac Mini de 2014 e Mac Pro de 2013 e gerações mais recentes dos computadores.

Com informações: Ars Technica e The Verge