Início / Notícias / Computador /

Apple pode lançar MacBooks Air e Pro de 13 polegadas com ARM em 2020

Rumores apontam que o MacBook Air e o MacBook Pro de 13 polegadas com ARM podem ser lançados antes do fim do ano

Darlan Helder

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Nesta quinta-feira, 16 de julho, o DigiTimes divulgou um relatório que mostra que a Apple deve lançar o primeiro MacBook Air e o MacBook Pro, ambos de 13 polegadas, com arquitetura ARM até o final deste ano.

MacBook Pro (16 polegadas)

De acordo com o texto, a cadeia de suprimentos da Apple em Taiwan pode começar a encaminhar os principais componentes para os dispositivos entre os meses de julho (agora) e setembro. Com isso, a Apple já pode começar a produção em massa.

“Como a Apple deve lançar o MacBook Air e o MacBook Pro de 13 polegadas, alimentados pela Apple Silicon, até o final deste ano, espera-se que o total de remessas da linha MacBook atinja 16-17 milhões de unidades em 2020, em comparação com 14,5-15,5 milhões enviados um ano antes”, disseram fontes ao site.

Apple Silicon (ARM)

A informação publicada pela DigiTimes confirma a previsão do analista Ming-Chi Kuo. Anteriormente, Kuo disse que a Apple lançará o MacBook Pro com Apple Silicon antes do fim do ano. Ele também afirma que os computadores serão lançados com visual novo.

Antes da divulgação deste relatório, rumores apontavam que a arquitetura ARM chegaria primeiro no iMac de 24 polegadas. No entanto, essa informação não consta na publicação divulgada hoje.

O relatório ainda traz outras novidades: um iPad de 10,8 polegadas pode ser anunciado agora no segundo semestre. Há informações de que essa versão chegará ao mercado com o chip A12. Um iPad mini de 8,5 polegadas também deve ser oficializado.

O anúncio da transição dos chips Intel para ARM ocorreu no dia 22 de junho, durante a WWDC 2020. No evento virtual, a empresa de Cupertino informou que os primeiros computadores com Silicon serão lançados ainda no segundo semestre deste ano. A companhia pretende concluir a mudança em até dois anos.

Com informações: MacRumors e Wccftech.