Instagram Reels é lançado em 50 países para enfrentar TikTok

Depois de período de testes que começou no Brasil, Instagram Reels é liberado em várias partes do mundo para encarar TikTok

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos
Como colocar música no Reels do Instagram / Instagram / Divulgação

Depois de oito meses de testes e ajustes, o Instagram Reels foi liberado, nesta quarta-feira (5), para usuários da rede social em mais de 50 países, o Brasil entre eles. O recurso tem a missão de fazer frente ao sucesso avassalador do TikTok e, como tal, permite a publicação no Instagram de vídeos com até 15 segundos junto aos stories.

O Reels começou a ser testado em novembro de 2019, no Brasil. Então, por aqui, o recurso foi apenas oficializado. Na época, a função era chamada de Cenas. Em 2020, o serviço ganhou funcionalidades e passou a ser testado em outras mercados, como Índia e parte da Europa, já com a denominação atual.

De certa forma, os testes começaram antes. No final de 2018, o Facebook testou um aplicativo chamado Lasso que tinha praticamente a mesma finalidade do TikTok. A ferramenta não vingou, razão pela qual foi descontinuada, mas a experiência com ela certamente contribuiu para a elaboração do Reels.

Mudar de abordagem faz sentido. O Lasso exigiria um grande esforço do Facebook para conquistar usuários. Lançar o Reels como um recurso do Instagram, por outro lado, permite ao Facebook aproveitar a imensa base de usuários que a plataforma já tem — essa estratégia funcionou contra o Snapchat.

Para enfrentar o rival chinês (que pode se tornar americano pelas mãos da Microsoft), o Instagram Reels oferece o pacote completo: os vídeos de até 15 segundos podem ser complementados com a biblioteca de músicas do próprio Instagram e com efeitos de realidade aumentada, por exemplo.

Instagram Reels

Para auxiliar na criação dos vídeos, o Reels também oferece ferramentas para acelerar ou desacelerar determinados trechos, criar efeitos de transição, contagem regressiva para filmagens com mãos livres, entre outros.

Para quem tem perfil público no Instagram, o conteúdo do Reels pode ser compartilhado tanto com os seguidores quanto na aba Explorar para alcançar um número maior de pessoas. Para quem tem perfil privado, o Reels está disponível apenas para a lista de seguidores, obviamente.

Austrália, Argentina, Brasil, Espanha, Estados Unidos, Índia, Japão e Reino Unidos estão entre os países que, a partir de agora, contam com o Reels oficialmente.

É cedo para sabermos se o Instagram Reels conseguirá bater o TikTok, mas o momento é oportuno: se este último for mesmo bloqueado nos Estados Unidos, seus usuários certamente correrão atrás de uma alternativa.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados