Notícias Telecomunicações

Balão de internet do Google Loon quebra recorde em tempo de voo

Balão para acesso à internet da Loon, divisão da Alphabet (Google), bate recorde ao voar durante 312 dias seguidos

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Loon, divisão da Alphabet (empresa-mãe do Google) que oferece internet por meio de uma infraestrutura baseada na estratosfera, está celebrando um feito notável: um de seus balões bateu o recorde de tempo de voo. Foram 312 dias seguidos no ar. O recorde anterior era de 223 dias.

Balão do Loon (imagem: divulgação/Loon)

Balão da Loon (imagem: divulgação/Loon)

O balão iniciou seu voo em Porto Rico no mês de maio de 2019. Depois, seguiu para o Peru, onde realizou um teste de serviço durante três meses. Em seguida, o balão seguiu pelos oceanos Atlântico Sul, Índico e Pacífico até ser recolhido na região da Baixa Califórnia, México, em março de 2020. Foram 10 meses de voo e 217 mil quilômetros percorridos.

Esse recorde não foi buscado por mero capricho. Maiores períodos de voo simplesmente indicam que os balões podem prestar serviço para acesso à internet por mais tempo sem aumento expressivo de custo.

Para Salvatore Candido, CTO da Loon, o recorde de 312 dias é fruto de uma busca contínua da empresa para aperfeiçoar a sua tecnologia. Nesse sentido, o executivo destaca que a Loon tem a vantagem de recuperar quase todos os balões lançados e, com isso, poder avaliar os detalhes que possibilitam os melhores desempenhos.

Desde que o projeto foi anunciado, quando a Loon ainda era uma iniciativa do Google, vários avanços foram obtidos, não só com a análise dos balões após o período de voo, mas também durante a operação — a empresa tem um sistema de telemetria que permite a avaliação de vários parâmetros na prestação do serviço.

O aperfeiçoamento envolve todas as etapas, inclusive o pré-voo. Nos últimos anos, a Loon descobriu, por exemplo, como embalar os balões de modo que eles possam ser enviados com segurança para os locais de lançamento, a enchê-los em apenas 45 minutos e a protegê-los do vento durante esse procedimento.

Teste de resistência do balão (imagem: divulgação/Loon)

Teste de resistência do balão (imagem: divulgação/Loon)

Graças a esses fatores, a empresa tem conseguido cumprir a missão de oferecer acesso à internet via balões em locais remotos ou com infraestrutura precária de telecomunicações. Os serviços da Loon já estão presentes no Quênia, por exemplo.

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado Infowester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque