Notícias Gadgets

Exclusivo: Redmi Air3 SE, fone sem fio a ser lançado pela Xiaomi, é aprovado na Anatel

Xiaomi Redmi Air3 SE, que também será conhecido como Redmi True Pods 3 no Brasil, é homologado pela Anatel com novo visual

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Xiaomi está preparando um novo fone de ouvido sem fio: o Xiaomi Redmi Air3 SE. Mas, enquanto o lançamento não chega às lojas, o Tecnoblog teve acesso exclusivo ao documento de homologação do gadget da fabricante chinesa, emitido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta sexta-feira (13). A expectativa é de que o wearable seja anunciado com visual mais próximo do Apple AirPods.

Fotos de homologação do Xiaomi Redmi Air3 SE (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Fotos de homologação do Xiaomi Redmi Air3 SE (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Homologado a pedido da DL Eletrônicos, o certificado aponta para um produto fabricado pela Xiaomi de modelo “K77S”. Além disso, o documento também traz a menção ao nome comercial “Redmi True Pods 3”. A expectativa é de que os fones de ouvido Bluetooth sejam comercializados no Brasil sob este modelo; a data de lançamento, porém, ainda é um mistério.

Mais adiante, a agência revela algumas imagens do dispositivo. Neste caso, destaca-se uma foto da parte de dentro do estojo, onde se encontra a inscrição “Redmi Air3 SE”, que pode ser o nome do wearable em outros mercados. O arquivo ainda mostra os detalhes visuais dos fones e da case, ambos na cor branca.

Estojo menciona nome "Redmi Air3 SE" em seu interior (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Estojo menciona nome “Redmi Air3 SE” em seu interior (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Xiaomi Redmi Air3 SE será parecido com Apple AirPods

A caixinha que serve para recarregá-los possui corpo com cantos arredondados, ao contrário do Xiaomi Mi Air2 SE. Na parte de cima, há uma dobradiça que dá acesso ao interior do estojo, onde os fones de ouvido da Xiaomi ficarão guardados caso não estejam em uso. Mais abaixo, há um espaço que deve ser destinado para a porta USB-C.

Diferentemente do antecessor, as hastes são “fundidas” ao local onde se encontram os alto-falantes, e não “separadas”. A cargo de comparação, o novo visual lembra o Apple AirPods. Além disso, os conectores para recarregá-los foram movidos para a porção inferior dos dispositivos. No modelo do ano passado, as portas são alocadas na lateral.

Xiaomi Mi Air2 SE (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Xiaomi Mi Air2 SE (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Os demais recursos do dispositivo ainda são um mistério. Em 2020, a Xiaomi revelou Mi Air2 SE com bateria que dura até cinco horas e controles por toque. O dispositivo chegou às lojas da China por 169 iuanes (cerca de R$ 135 em conversão direta).

Ainda não se sabe quando o Redmi Air3 SE será anunciado pela Xiaomi oficialmente. 

Colaborou: Everton Favretto

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque