Início / Notícias / Jogos /

Snapdragon G3x Gen 1 para consoles portáteis roda jogos a até 144 FPS

Novo chip da Qualcomm permite que qualquer fabricante crie seu próprio videogame portátil para entrar no mercado que já conta com Steam Deck e Nintendo Switch

Por

O chip Snapdragon G3x Gen 1 é a nova aposta da Qualcomm para entrar de vez no mercado de videogames portáteis e talvez competir com grandes nomes, como Steam Deck e Nintendo Switch. Relevada nesta quarta-feira (1º), a plataforma Snapdragon Elite Gaming foca em rodar jogos de Android e serviços de streaming de jogos na nuvem — Xbox Cloud Gaming, Steam Remote Play, GeForce Now, entre outros.

Videogames portáteis equipados com o Snapdragon G3x Gen 1 poderão rodar jogos a até 144 FPS (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Videogames portáteis equipados com o Snapdragon G3x Gen 1 poderão rodar jogos a até 144 FPS (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A ideia da Qualcomm é oferecer esse novo chip, com capacidade de rodar jogos para celular e serviços de streaming, para que qualquer empresa possa desenvolver sua própria plataforma de mobile gaming. Com isso, as fabricantes não vão mais precisar investir em chips customizados e exclusivos da AMD ou da Nvidia para criarem seus videogames portáteis.

Parceira da Qualcomm nesse projeto, a Razer aproveitou para lançar, também nesta quarta-feira (1º), um kit de desenvolvimento de dispositivos móveis para jogos equipado com Snapdragon G3x Gen 1. A partir de hoje, as fabricantes já podem adquirir esse kit para começar a criar seus próprios consoles e garantir uma fatia do mercado de portáteis.

Snapdragon G3x Gen 1 vs. Steam Deck e Switch

Snapdragon G3x Gen 1 é o novo chip da Qualcomm para consoles portáteis (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

A grande diferença entre os futuros videogames equipados com Snapdragon G3x Gen 1 e o Steam Deck ou Nintendo Switch é a ausência de exclusividade. O console híbrido da Nintendo, assim como o PC portátil da Valve, são equipados com chips customizados da Nvidia e da AMD, respectivamente. Em outras palavras, essas APUs foram criadas já com os aparelhos em mente e não são usadas em nenhum outro dispositivo.

No caso do Steam Deck e do Nintendo Switch, os chips precisam ser exclusivos porque utilizam arquiteturas parecidas ou até iguais as vistas em placas de vídeo de desktop. Essas plataformas rodam os jogos diretamente no sistema, então é necessário extrair o maior desempenho possível do hardware para não haver problemas de queda de quadros por segundo ou engasgos.

Já os videogames com Snapdragon G3x Gen 1 não deverão se preocupar muito com performance, já que vão rodar apenas jogos para Android, que costumam ser mais leves e otimizados para celulares, e plataformas de streaming na nuvem, cujos games são executados em máquinas poderosas e apenas a imagem é transmitida para o dispositivo do usuário.

Tecnologias exclusivas do Snapdragon G3x Gen 1

Snapdragon G3x Gen 1 é uma APU poderosa focada em rodar jogos de Android e plataformas de streaming de jogos ( Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Snapdragon G3x Gen 1 é uma APU poderosa focada em rodar jogos de Android e plataformas de streaming de jogos ( Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

O Snapdragon G3x Gen 1 é uma APU — ou seja, um chip que mistura processador e placa de vídeo em uma única peça. Na parte gráfica, há uma GPU Adreno, da Qualcomm, para rodar jogos em até 144 FPS com HDR 10 ativado. Para garantir conectividade estável e de alta velocidade, o componente tem suporte a Wi-Fi 6 e 6E, assim como a redes 5G mmWave e sub-6.

Entre os outros recursos da APU para games da Qualcomm estão a tecnologia Snapdragon Sound para otimizar o áudio, suporte a AKSys para que qualquer jogo reconheça os controles do console, e capacidade de conectar uma tela externa de resolução até 4K via USB-C para usar o videogame apenas como controle.

Kit da Razer mostra como serão os futuros consoles

Kit de desenvolvimento da Razer mostra como podem ser os futuros consoles com Snapdragon G3x Gen 1 (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

O kit de desenvolvimento da Razer dá uma ideia de como podem ser os videogames portáteis equipados com o Snapdragon G3x Gen 1. Na parte externa, o dispositivo tem uma tela OLED de 6,65 poleagas com resolução Full HD+ e suporte a HDR 10 e 120 Hz, além de uma câmera de cinco megapixels que grava a 1080p e 60 FPS para ser usada em livestreams.

No design, o console traz elementos inspirados não só no Steam Deck e Nintendo Switch, como também em controles externos para celulares que “abraçam” o smartphone. Ainda não há muitos detalhes sobre ergonomia ou autonomia da bateria.

E quando lança?

Por enquanto, apenas o kit de desenvolvimento da Razer está disponível para ser adquirido pelas fabricantes. Os produtos finais equipados com o Snapdragon G3x Gen 1 ainda não têm data para chegarem ao mercado. É provável que mais novidades sobre a plataforma portátil para jogos da Qualcomm surjam ao longo de 2022.