Xiaomi Redmi Note 11 e 11 Pro 5G globais podem vir sem chip da MediaTek

Edição global da linha Redmi Note 11 pode ter modelos com processadores Qualcomm Snapdragon; celular serão lançados em breve

Bruno Gall De Blasi
Por
Suposto Xiaomi Redmi Note 11 global (Imagem: Reprodução/Shopee Filipinas)

Falta pouco para a Xiaomi revelar a edição global da linha Redmi Note 11. Enquanto isso, alguns detalhes dos celulares vieram a público nos últimos dias, como a presença dos processadores Snapdragon em vez dos chips MediaTek na ficha técnica de dois modelos. Os smartphones serão anunciados fora da China ainda em janeiro.

O Redmi Note 11 deu as caras em uma loja virtual das Filipinas. A foto de divulgação informa que o smartphone terá o processador Snapdragon 680, diferente da edição chinesa que traz o MediaTek Dimensity 810. A imagem ainda indica a tela de 90 Hz, bateria de 5.000 mAh e a câmera quádrupla de 50 megapixels.

Mesmo assim, a página traz algumas contradições em relação à imagem. Na seção “Descrição do produto”, é dito que o smartphone será vendido com o MediaTek Helio G88. A lista ainda aponta que o celular tem câmera tripla. Como observado pelo Gizmochinaessas especificações são bem próximas do Redmi 10 (com exceção da câmera tripla) e do Redmi Note 11 4G, lançado na China em novembro.

Versão global do Redmi Note 11 dá as caras em loja virtual antes da hora (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Versão global do Redmi Note 11 dá as caras em loja virtual antes da hora (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Redmi Note 11 Pro 5G pode ter chip da Qualcomm

Os detalhes das edições Pro também vieram a público. Segundo o MySmartPrice nesta quarta-feira (19), o Redmi Note 11 Pro 5G global deve ser lançado fora da China com processador da Qualcomm, cujo modelo ainda não foi revelado. A variante 4G, por sua vez, tende a chegar às lojas com o chip MediaTek Helio G96.

As demais especificações da dupla seriam iguais. É o caso da câmera quádrupla de 108 megapixels e a tela de 6,67 polegadas com taxa de atualização de 120 Hz. Os dois celulares da Xiaomi com o selo Redmi também teriam bateria de 5.000 mAh com recarga rápida de 67 watts e um furo no painel para abrigar o sensor de selfies. 

O lançamento dos celulares fora da China está previsto para o próximo dia 26.

Com informações: GizmochinaMySmartPrice e Xiaomiui (Twitter)

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Repórter

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Relacionados