Código para WhatsApp que envia 3 mil mensagens vira “vingança” contra spam

Em seu TikTok, desenvolvedor mostra como usou script para WhatsApp Web que envia roteiro completo de Shrek para se livrar de mensagens indesejadas

Giovanni Santa Rosa
Por
• Atualizado há 2 meses
Código que dispara mais de 3 mil mensagens virou jeito para escapar de spam
Código que dispara mais de 3 mil mensagens virou jeito para escapar de spam (Imagem: Tecnoblog/Vitor Pádua)

Todo mundo já foi incomodado em algum momento com mensagens insistentes oferecendo produtos ou serviços, ou até mesmo tentativas de golpe. Um desenvolvedor arrumou um jeito bem peculiar para lidar com o spam: usando um script que dispara mais de 3 mil mensagens automaticamente no WhatsApp Web.

Em seu TikTok, o dev Yago Moura colocou alguns vídeos mostrando como usar a “arma”: um script disponível no GitHub. O código JavaScript tem uma estrutura relativamente simples, que quebra o texto selecionado em várias mensagens de uma linha.

A questão é que os dois textos de exemplo são enormes: um é o roteiro de Shrek; o outro, de Bee Movie – A História de uma Abelha. O primeiro chega a quase 3.700 linhas.

Para usar o script, é necessário abrir o WhatsApp Web, acessar as ferramentas de desenvolvedor do navegador, abrir o console e colar o código. As mensagens são enviadas automaticamente.

“Não dá mais, não dá para continuar assim”

Em conversa com o Tecnoblog, Yago conta que é desenvolvedor iOS há três anos. Ele relata que vinha recebendo contatos de empresas de cobrança procurando outras pessoas, além de operadoras e bancos. Elas usavam ligações, SMS e WhatsApp.

Yago conta que respondia educadamente e pedia para ser removido dos cadastros — sem sucesso.

O desenvolvedor, então, recorreu a outras formas de tentar solucionar o problema, como Procon e Reclame Aqui, além de ouvidorias das empresas. Nada resolveu.

Depois de três semanas recebendo contatos insistentes, ele resolveu tomar uma atitude diferente. “Não dá mais, não dá para continuar assim”, disse.

Yago, então, buscou no Google formas de enviar mensagens automaticamente. Primeiro, tentou uma extensão no Chrome, mas ela não funcionou direito. Foi aí que ele encontrou um video mostrando o script em ação.

Mesmo sem o link, ele fez uma busca no GitHub e colocou o código para funcionar contra três contatos de uma empresa de telecomunicações.

Ele diz que funcionou: já são mais de dez dias sem ser incomodado pela companhia. Ao mandar tantas mensagens, acabou bloqueado pelos números que insistiam em entrar em contato com ele.

Deu tão certo que ele ensinou como fazer no TikTok. “Meu objetivo era chegar ao público e mostrar que é uma prática errada das empresas e que a gente precisa revidar”, Yago conta ao Tecnoblog.

Trabalhadora de call center desabafa

Nos comentários dos vídeos, houve reações variadas. Algumas pessoas gostaram, enquanto outras disseram que bastava bloquear. Yago diz que isso não é suficiente, já que outros números passam a entrar em contato.

Script de envio automático de mensagens em ação
Script de envio automático de mensagens em ação (Imagem: Reprodução/TikTok)

Uma usuária que trabalha com call center explicou alguns pontos importantes sobre essa atividade. Um deles é que os operadores geralmente fazem o procedimento indicado para remover o telefone do cadastro de ligações, mas não têm garantia de que isso será realmente feito.

Ela também explica que, ao desligar “na cara” do atendente, o sistema entende que foi uma queda de ligação e coloca o número novamente na lista de discagem.

Por fim, ela desabafa: os salários são baixos, o ambiente é insalubre, e os prêmios por bater as metas são praticamente irrelevantes, como doces e bombons.

Yago, que já trabalhou com service desk, concorda: “a gente precisa respeitar os profissionais de atendimento.”

WhatsApp proíbe envio automático

Os termos de uso do WhatsApp dizem que os serviços do aplicativo não devem ser usados “para enviar comunicações ilícitas ou não permitidas, como mensagens em massa, mensagens automáticas, ligações automáticas e afins”. Para evitar abusos, o Tecnoblog optou por não linkar o script.

Aplicativo do WhatsApp no celular. (Imagem: Mourizal Zativa/Unsplash)
Aplicativo do WhatsApp no celular (Imagem: Mourizal Zativa/Unsplash)

Yago tomou certo cuidado para não ser banido. Ele conta que só usou o script em conversas que não haviam sido iniciadas por ele, como forma de não ser denunciado como spam — o botão com essa opção só aparece para quem recebe a primeira mensagem da conversa.

Além disso, o script conta com um pequeno intervalo entre cada envio. Isso serve para driblar o banimento automático.

Mesmo sem ter problemas com o WhatsApp em si, Yago alerta que é preciso cuidado nessa hora. “Muita gente pediu o script para brincar, trollar um amigo. Às vezes, você arruma um problema para sua vida fazendo isso.”

Receba mais sobre WhatsApp na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Relacionados