Início / Notícias / Aplicativos e Software /

Apps para gravar chamadas no Android serão removidos da Google Play Store

Nova política da Google Play Store, que entrará em vigor em maio, vai restringir apps que gravam chamadas telefônicas no Android

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Celulares com Android podem usar aplicativos de terceiros para gravar ligações, além de algumas soluções nativas. O Google, no entanto, vai dar um fim aos apps que realizam esta função a partir do próximo mês. É o que aponta uma atualização na política da Google Play Store revelada nesta quarta-feira (20). 

Google vai atualizar política da Play Store para restringir apps que usem API de acessibilidade para gravar ligações (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)
Google vai atualizar política da Play Store para restringir apps que usem API de acessibilidade para gravar ligações (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

O aviso parte de um documento na página de suporte. Em uma das seções, o Google informa que “a API de acessibilidade não foi projetada e não pode ser solicitada para gravação de áudio de chamadas remotas”. Por isso, os apps que utilizam este recurso para registrar as ligações não serão mais permitidos na Google Play Store.

A mudança está prevista para entrar em vigor em 11 de maio. Além disso, a atualização na política é destinada somente a aplicativos de terceiros – ou seja, soluções nativas não serão afetadas. O líder de operações de conteúdo Moun Choi deu explicações sobre esta alteração em um evento para desenvolvedores.

A medida se refere à “gravação de áudio da chamada onde a pessoa do outro lado não sabe que a gravação está ocorrendo”. Mas, “se o aplicativo for o discador padrão no telefone e também for pré-carregado”, o recurso de acessibilidade para acessar o áudio da ligação não será necessário. Ou seja, a não vai violar a nova política.

Vale lembrar que o Google desencoraja o uso desses apps há alguns anos. Como observado pelo XDA-Developers, a companhia deu fim à API oficial para a gravação de chamadas telefônicas no Android 6. Depois, os desenvolvedores procuraram alternativas, mas a companhia reforçou o impedimento no Android 9 e 10. Atualmente, os aplicativos utilizam a API de acessibilidade para capturar o áudio das chamadas.

Nova política vai impactar apps para gravar ligações no Android (Imagem: Lucas Braga / Tecnoblog)
Nova política vai impactar apps para gravar ligações no Android (Imagem: Lucas Braga / Tecnoblog)

Mudança pode oferecer mais privacidade aos usuários

A preocupação é clara e justa. De um lado, tem a questão da privacidade, pois não é legal descobrir que alguém está gravando a conversa sem o seu aval. Do outro, há a questão legal, já que nem todos os países lidam com o assunto da mesma maneira.

Mas, ao mesmo tempo, me questiono se esta alternativa é a mais adequada. Como jornalista, sempre converso com fontes remotamente, especialmente depois que a pandemia começou. E eu sinto falta de uma opção para gravar as entrevistas por ligações telefônicas, para não ter que depender sempre do Google Meet ou do Zoom.

Além do meu exemplo, outras categorias também precisam registrar as chamadas. Ou seja, há quem precise dessa função para trabalho. Pensando por esse lado, será que não faria mais sentido o Google regulamentar o uso do recurso, exigindo um indicador para que as outras pessoas do outro lado da linha saibam que a conversa está sendo gravada, como o próprio Google Meet já faz?

E você, o que acha dessa mudança na política da Google Play Store? Compartilhe a sua opinião lá na Comunidade do Tecnoblog!

Com informações: 9to5GoogleGoogle e XDA-Developers