Apple está “arrumando a casa” para focar mais em streaming e anúncios

Eddy Cue, vice-presidente sênior de serviços da Apple, tem planos para aumentar a renda da companhia com streaming esportivo e publicidade

Bruno Ignacio
Por

A Apple também quer uma fatia maior do crescente e lucrativo mercado de streaming e publicidade online. Eddy Cue, vice-presidente sênior de serviços da companhia, está discutindo uma reestruturação de seus negócios para focar mais nesse setor, segundo fontes familiarizadas com o assunto ouvidas pelo Business Insider. Os planos já foram levados para os executivos da empresa e estão sendo analisados.

Logotipo da Apple
Apple (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Em seu último resultado financeiro trimestral, a Apple divulgou um aumento de 17% na Apple Services, resultando em uma arrecadação de quase US$ 20 bilhões e um total de 825 milhões de usuários pagantes no período. Atualmente, esses serviços incluem a App Store, Apple Music, iCloud, AppleCare, Apple Pay, Apple News, Apple TV+ e publicidade.

Uma das fontes, que pediu para não ter sua identidade revelada diante da confidencialidade das informações, conversou diretamente com Cue sobre os planos para a Apple. O vice-presidente sênior de serviços está pensando em como provocar um crescimento ainda maior ao reorganizar a estrutura de gerenciamento e investindo mais em áreas como streaming e publicidade.

Vale lembrar que a Apple já ganhou um Oscar de melhor filme por sua produção original CODA. O longa custou cerca de US$ 25 milhões para ser produzido. Além disso, a companhia também passou a transmitir, via Apple TV, a cobertura da Major League Baseball (MLB) nas noites de sexta-feira, apoiada por mais anúncios.

Cue já está agindo. Ele mudou algumas responsabilidades de um executivo que lidera o conteúdo esportivo na Apple. O vice-presidente de serviços Peter Stern, que cuidou de áreas como vídeo, notícias, livros, iCloud, publicidade, Fitness+ e Apple One, renunciou a suas tarefas relacionadas à publicidade na empresa, disseram três outras fontes familiarizadas com o assunto.

Apple deve apostar em transmissões esportivas

O primeiro passo para os planos de expansão da Apple no mundo do streaming está nos esportes. Espera-se que a companhia feche mais acordos de direitos de transmissão, incluindo o Sunday Ticket da NFL e a NBA, quando eles forem renovados.

Apple TV+ (Imagem: Kelly Sikkema / Unsplash)
Apple TV+ (Imagem: Kelly Sikkema / Unsplash)

“A situação da Apple é que ela tem uma base de usuários relativamente pequena para o Apple TV+. A adição do Sunday Ticket permitiria que a empresa aumentasse seu nível de assinaturas, uma métrica no negócio conhecida como lift”, disse Ed Desser, presidente de esportes na consultoria de TV Desser Sports Media, ao Business Insider.

Dessa maneira, a Apple abriria novas portas para a monetização via streaming. A companhia chamaria novos assinantes, geraria renda adicional oferecendo um pacote esportivo para complementar seus planos pagos e mais dinheiro com publicidade, disse Desser. No terceiro trimestre de 2021, a Apple registrou um aumento de 33% em seus serviços de assinatura.

Renda de anúncios da Apple pode crescer 50% em 2022

Segundo uma das fontes, Stern delegou suas responsabilidades publicitárias a um de seus subordinados diretos, Todd Teresi, vice-presidente responsável pelos negócios de publicidade da Apple por mais de uma década. Ele foi discretamente promovido no início do ano e agora reporta diretamente a Cue.

O portfólio de serviços é muito grande agora, com muitos outros segmentos em crescimento. O negócio de publicidade é grande o suficiente para viver por conta própria”, disse uma das pessoas ouvidas pelo veículo.

Os negócios de publicidade da Apple estão crescendo explosivamente. A maior fonte de renda são os anúncios de busca, que cresceram 238% em 2021, gerando US$ 3,7 bilhões para a empresa. Ao Business Insider, o principal analista da empresa de pesquisa Omdia, Matthew Bailey, disse que a arrecadação via anúncios de busca da Apple pode atingir os US$ 5,5 bilhões em 2022.

A Apple já oferece anúncios em sua App Store, além de seus aplicativos de notícias e ações. Mais recentemente, a empresa também começou a encaixar anúncios de TV em suas transmissões da MLB.

Com informações: Business Insider

Relacionados

Relacionados