Notícias Aplicativos e Software

Samsung atualiza SmartThings com recurso para monitorar consumo de energia

Já disponível no Brasil com 104 distribuidoras cadastradas, o SmartThings Energy da Samsung promete ajudar no consumo de energia

Ricardo Syozi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O Tecnoblog acompanhou, nesta quarta-feira (1), o evento em que a Samsung anunciou a chegada do SmartThings Energy no Brasil. Com ele, o usuário poderá administrar melhor o consumo de energia e, consequentemente, as contas de sua residência. A empresa garante que tudo é fácil de organizar e usar, além de apresentar um alto nível de transparência.

Apresentação da Samsung (Imagem: Darlan Helder / Tecnoblog)
Apresentação da Samsung (Imagem: Darlan Helder / Tecnoblog)

Na ocasião, a Samsung divulgou mais informações sobre a chegada da extensão. Para quem já usa o aplicativo da casa inteligente SmartThings, o menu chamado Energy vai ser adicionado através de uma atualização.

Com o SmartThings Energy, será possível cadastrar a residência a partir do número do CEP. A partir daí, o aplicativo vai iniciar a medição de itens como ar-condicionado, máquina de lava e seca, aspirador robô, etc.

Seu uso também vai permitir uma forma de agendamento dos aparelhos para serem usados nos horários mais baratos, aumentando a eficiência. É importante destacar que pode levar até 48 horas para que os dados da residência apareçam no app após tudo ser preparado.

Samsung SmartThings Energy
SmartThings Energy (Imagem: Divulgação / Samsung)

Samsung pretende automatizar cálculo de tarifas locais

A transparência é algo que a empresa apresenta como um diferencial. Dessa maneira, itens como custo da bandeira, ICMS e custo kWh estarão presentes na extensão e no aplicativo para consultas frequentes.

Sendo assim, o app cruza os dados de consumo com a tarifa local. A empresa destaca que o servidor estará sempre atualizado com dados das distribuidoras, bandeiras da Aneel, tarifas e cálculos variados. Ao todo há 104 distribuidoras de energia cadastradas, incluindo a Enel, até o momento.

Com toda essa monitoração, o objetivo é de auxiliar o indivíduo a diminuir o consumo exagerado dos aparelhos de eletrodomésticos, dando aquela força no bolso. Além disso, vale lembrar que há uma intenção de ajudar na redução da pegada de carbono ao diminuir a conta de energia da casa.

Resta saber qual será a adesão e se tudo o que está sendo prometido será devidamente cumprido. Conta para gente a sua opinião!

Ricardo Syozi

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral. Entrou para o Tecnoblog em 2021.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque