Notícias Telecomunicações

Vivo migrará clientes de TV via satélite para tecnologias com IPTV

Serviço de TV por assinatura via satélite da Vivo deixa de existir em dezembro; operadora irá fornecer alternativas para clientes no segundo semestre

Lucas Braga
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Nessa semana, a Vivo anunciou que clientes com TV via satélite seriam desligados até dezembro de 2022. A princípio a operadora não ofereceu nenhuma alternativa, e quem quisesse continuar com TV paga deveria migrar para uma concorrente. No entanto, a tele agora informa que quem ainda utiliza a tecnologia DTH será migrado para o IPTV por fibra óptica ou serviço OTT (streaming).

Antenas parabólicas (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)
Vivo irá encerrar operação de TV via antena parabólica (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Atualmente, a operação DTH da Vivo é bem discreta: segundo os dados da Anatel, a operadora tinha 168,4 mil contratos de satélite em março. Isso representa apenas 15,8% dos seus clientes de TV paga, visto que a maioria já se encontra no IPTV por fibra óptica.

A maioria dos clientes DTH da Vivo se encontram em São Paulo. Nos demais estados, o serviço era comercializado apenas nas áreas que a GVT atuava com serviços fixos pela rede de cobre — ao contrário de outras operadoras de satélite como Claro, Oi e Sky, que vendiam para todo o território nacional.

A Vivo encerrou a comercialização de novas assinaturas de TV por assinatura DTH há alguns anos, mas o serviço foi mantido para clientes existentes. No entanto, o contrato com a Media Networks, empresa que controla a operação de satélite, se encerra no final de 2022.

Clientes Vivo DTH migrados para IPTV ou TV via app

Até ontem, o comunicado público da Vivo sobre o encerramento do DTH apenas falava que os usuários dessa tecnologia teriam os serviços descontinuados. A operadora só oferecia alternativa para cliente Vivo Móvel pós-pago ou controle, e encaminhava para assinatura do Vivo Play App.

Novo comunicado da Vivo indica migração de clientes que usam TV DTH
Novo comunicado da Vivo indica migração de clientes que usam TV DTH (Imagem: Reprodução)

No entanto, o comunicado foi atualizado nesta quinta-feira (2). O discurso da operadora mudou: em vez de desligamento, passou a tratar como “atualização de tecnologia”, e que os clientes de satélite “terão a oportunidade de migrar para novas tecnologias de TV, tais como IPTV e OTT”.

A Vivo ainda não revelou detalhes da migração. O comunicado revela que a operadora irá promover um plano de migração de tecnologia ao longo do segundo semestre de 2022, conforme a disponibilidade de tecnologia na região.

A operadora enviou o seguinte comunicado ao Tecnoblog:

“A Vivo informa que, seguindo a estratégia de sempre levar as melhores tecnologias de conexão fixa ou móvel, descontinuará a tecnologia via Satélite (DTH), usada para os serviços de TV, e realizará a migração desses clientes, de acordo com a disponibilidade de tecnologia na área atendida. A empresa entrará em contato com os clientes por meio de seus canais de comunicação nos próximos meses para oferecer as melhores soluções e garantir a melhor experiência.”
Vivo

Vivo Play App será alternativa para clientes DTH?

Atualmente, a Vivo só comercializa TV por assinatura via IPTV nas áreas atendidas com fibra óptica. O novo comunicado menciona a tecnologia OTT — sigla para over-the-top, como um aplicativo de streaming, mas que não deixa de ser TV por internet (ou seja, IPTV).

Outra alternativa pode ser o streaming, especialmente nas áreas onde a fibra ainda não chega. Em abril, a operadora lançou o Vivo Play App sem a necessidade de ter uma assinatura de TV paga. Através de aplicativos para smartphone, TV Box e smart TV, é possível assistir 70 canais via internet.

No entanto, a adesão ao Vivo Play App é atualmente limitada para clientes de celular com plano pós-pago ou controle. Isso exclui usuários da Vivo DTH que utilizam móvel de outra operadora, por exemplo.

O problema é que o Vivo Play App não é a solução mais elegante para substituir uma TV por assinatura convencional. Ao contrário do Claro TV+ Box, o serviço exige a utilização do app para smart TV ou de uma TV Box própria.

Vivo matou DTH aos poucos com migração para fibra

O DTH da Vivo já foi muito mais popular: em janeiro de 2016, a operadora tinha 1,5 milhão de clientes via satélite, enquanto o IPTV mal alcançava 200 mil acessos. No entanto, as assinaturas do serviço cresceram a medida que a operadora expandiu a rede de fibra óptica.

Vivo Fibra TV - Vivo Play - controle remoto (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Vivo Fibra TV – Vivo Play – controle remoto (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Acontece que a Vivo ainda não conseguiu fazer toda a sobreposição da rede de cobre, por isso ainda existem clientes com DTH. Eu mesmo sou cliente da operadora, e só tenho a TV via satélite porque a Vivo Fibra não chegou na minha região em Belo Horizonte — tenho a sensação de que fui esquecido, visto que quase todos bairros vizinhos já possuem o serviço.

Atualizado em 3 de junho às 15h10 para incluir o posicionamento da Vivo.

Lucas Braga

Autor especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque