Notícias Aplicativos e Software

Instagram em 2022: assinaturas, novo feed e mais recursos que estão por vir

Instagram recebeu diversas mudanças no feed, Stories e mais em 2022; conheça as funções que já chegaram e serão implementadas no futuro

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Ao longo de 2022, o Instagram ganhou diversas melhorias. É o caso do botão para ativar o feed cronológico, uma das funções mais aguardadas entre os usuários. Mas a lista de atualizações não para por aí: a plataforma também recebeu uma opção para curtir Stories e começou a testar outras novidades, como as assinaturas para conteúdos exclusivos. Confira, a seguir, as novidades que você já pode usar e o que virá em breve na rede social de fotos e vídeos da Meta.

Instagram: conheça as novidades reveladas em 2022 e que ainda serão lançadas ao público (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)
Instagram: conheça as novidades reveladas em 2022 e que ainda serão lançadas ao público (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Instagram trouxe feed cronológico de volta

Talvez você se lembre de quando o Instagram era uma rede social apenas para fotos, lá pelo começo da década de 2010. Muita coisa mudou nos últimos tempos, incluindo o feed, que passou a exibir as publicações com base nos interesses do usuário. Mas, após incontáveis pedidos, o Instagram trouxe o feed cronológico de volta.

A liberação de uma das atualizações mais desejadas entre os usuários começou em janeiro, ainda em fase experimental. Naquela época, o chefe da plataforma, Adam Mosseri, anunciou três modos: 

  • “Feed Inicial”: organiza as publicações com base no interesse (algoritmo);
  • “Favoritos”: prioriza as publicações de contas favoritas;
  • “Seguindo”: feed cronológico.

A distribuição geral aconteceu em março. No dia 23 daquele mês, a rede social anunciou os três modos de visualização da lista de publicações a todos os usuários. E você já pode ativar o feed cronológico pelo seu celular Android ou iPhone (iOS).

Instagram enfim traz feed cronológico de volta (Imagem: Divulgação)
Instagram enfim traz feed cronológico de volta (Imagem: Divulgação)

Curtidas em Stories e outras mudanças na plataforma

As novidades também alcançaram o Instagram Stories. Junto à liberação do feed cronológico a alguns usuários, a rede social passou a disponibilizar um botão para curtir as publicações efêmeras. O recurso começou a ser liberado gradualmente em janeiro, mas já alcançou boa parte das contas atualmente.

O botão é complementar às reações com emojis. Ao curtir um story, a interação fica disponível apenas para o usuário, que pode conferir o número de likes nas métricas da publicação. O aviso também aparece na área de notificações da rede social, junto aos alertas sobre comentários em posts, novos seguidores e afins.

Mas esta não foi a única alteração na plataforma. Em maio, a plataforma passou a esconder stories de quem publica demais. Essa atualização consiste no botão “Mostrar tudo” no canto superior esquerdo: ao pressioná-lo, o usuário tem acesso a todas as publicações ocultadas.

Assinatura pagas para criadores de conteúdos

O OnlyFans se tornou uma plataforma de peso para quem deseja vender packs de pezinho conteúdos exclusivos na internet. E não demorou muito para a Meta correr atrás desse sucesso e lançar a sua própria solução. Afinal, com a quantidade de influenciadores disponíveis no Instagram, não faltava oportunidade.

Os testes começaram nos Estados Unidos com dez influenciadores em janeiro. Com a ferramenta, os criadores de conteúdos podem escolher um valor das assinaturas. Em seguida, os usuários poderão fazer a contratação com pagamentos periódicos para consumir dois tipos de conteúdos exclusivos: lives e stories.

O modelo também libera insígnias que ficam ao lado do nome do assinante ao comentar no perfil ou enviar mensagem ao criador. 

O acesso à ferramenta, porém, ainda é limitado.

Instagram revela ferramenta para oferecer conteúdos exclusivos com assinaturas (Imagem: Divulgação)
Instagram revela ferramenta para oferecer conteúdos exclusivos com assinaturas (Imagem: Divulgação)

Mudanças para focar em conteúdos originais

Mosseri anunciou outras novidades ao algoritmo. Segundo o chefe do Instagram em abril, “se você cria algo do zero, deve receber mais crédito do que se estiver compartilhando novamente algo que encontrou de outra pessoa”. Pensando nisso, a Meta passou a trabalhar para dar mais foco aos conteúdos originais, “principalmente em comparação com o conteúdo republicado” – ou seja, reposts do TikTok. 

A explicação do “ranking de originalidade”, no entanto, foi bem confusa. Na sequência, Mosseri afirmou que a plataforma já faz isso, porém, a companhia está se “inclinando mais nessa direção”. Ou seja, o que mudou? Ele explicou:

“À medida que nos dedicamos mais às recomendações, torna-se cada vez mais importante não supervalorizar os agregadores [de conteúdos publicados em outras plataformas], pois isso seria ruim para os criadores e, portanto, ruim para o Instagram a longo prazo”, respondeu Mosseri.

Mas a situação ficou mais complicada. Depois, uma jornalista perguntou “como o Instagram sabe quem é o criador original de uma imagem ou vídeo”. E foi aí que o executivo explicou: “não podemos saber com certeza”, disse. “Construímos classificadores para prever quão provável algo deve ser original, mas isso não é saber”.

Então, o que mudou no ranqueamento de conteúdos, de fato? Bem… ¯\_(ツ)_/¯

Instagram muda algoritmo para focar em conteúdos originais (Imagem: Cottonbro/Pexels)
Instagram muda algoritmo para focar em conteúdos originais (Imagem: Cottonbro/Pexels)

Instagram em 2022: o que vem por aí?

Outros recursos deram as caras antes da hora ao longo dos últimos meses. É o caso de uma opção para mudar a posição das fotos do perfil, conforme foi revelado pelo desenvolvedor Alessandro Paluzzi (@alex193a) em janeiro. O botão para reorganizar a grade, no entanto, ainda não está disponível aos usuários.

A rede social da Meta também tende a se aproximar ainda mais do TikTok no futuro. Isto porque a companhia está experimentando um botão para fixar conteúdos no perfil, assim como a rede social de vídeos da ByteDance. A função foi revelada em abril, mas ainda não foi confirmada pela equipe por trás da plataforma. 

O Reels deve ganhar mais importância no futuro. Outra mudança aguardada fica por conta de uma atualização da plataforma para transformar todos os vídeos em Reels. Assim, os usuários poderão fazer remix de qualquer conteúdo publicado por perfis públicos.

Demais recursos foram oficializados pelo Instagram, mas ainda não chegaram ao Brasil. É o caso da ferramenta para ajudar a encontrar crianças desaparecidas. A rede social também revelou novos métodos para confirmar a idade dos usuários.

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque