Notícias Carro

Panasonic investirá US$ 4 bilhões em fábrica de baterias de carros elétricos

Nova instalação da fabricante japonesa produzirá baterias de íons de lítio para várias montadoras e deve gerar mais de 4.000 empregos

Wagner Pedro
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Panasonic quer expandir sua participação no setor automotivo. A gigante japonesa anunciou que pretende construir a maior fábrica de baterias para carros elétricos do mundo, investindo US$ 4 bilhões em uma instalação que será construída no Kansas, Estados Unidos. A empresa também vem trabalhando em uma bateria mais eficiente para a Tesla.

Baterias da Panasonic (Imagem: Divulgação/Panasonic)
Baterias da Panasonic (Imagem: Divulgação/Panasonic)

A nova fábrica da Panasonic, que produzirá baterias de íons de lítio para diversas montadoras de carros elétricos, deve ultrapassar a Gigafactory, localizada em Sparks, Nevada — essa já é uma das maiores fábricas de baterias do mundo. Portanto, fica bem claro o motivo da empresa precisar investir nada menos que US$ 4 bilhões.

O acordo representa o maior projeto de desenvolvimento econômico da história do Kansas, mais precisamente da região de Kansas City. Segundo a companhia, o empreendimento criará até 4.000 novos empregos.

Kazuo Tadanobu, presidente e CEO da Panasonic Energy, disse em um comunicado: “com o aumento da eletrificação do mercado automotivo, expandir a produção de baterias nos EUA é fundamental para ajudar a atender à demanda”.

Por enquanto, não há informações sobre quando a construção da fábrica será iniciada.

Panosonic e Samsung “brigam” pela Tesla

A empresa japonesa também vem desenvolvendo uma bateria mais eficiente para a Tesla. Esse novo componente, que deve ser entregue até o início de 2024, aumentará a capacidade de energia em cinco vezes, melhorando a autonomia dos carros em mais 15% e reduzindo os custos de produção.

No entanto, outra gigante já está de olho na empresa de Elon Musk: trata-se da Samsung. A sul-coreana iniciou uma linha de produção piloto de baterias com design cilíndrico que, em teoria, podem garantir a fabricação de 230 mil unidades de veículos elétricos com autonomia de 400 km.

Com informações: TechCrunch.

Wagner Pedro

Autor

Wagner Pedro é um paraibano “arretado” apaixonado por smartphones e cobre tecnologia desde 2017. Autodidata desde a época dos PCs de tubo, internet discada e Windows XP, buscou conhecimento em pequenos cursos de Informática e uniu essa paixão ao jornalismo. Ainda sente falta do extinto Windows Phone.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque