Notícias Celular

Oppo chega ao Brasil com Reno 7, celular com AMOLED e 5 anos de garantia

Quarta maior fabricante de celulares do mundo, Oppo estreia no Brasil com Reno 7, intermediário com Snapdragon 680 e LED "ring light"

Emerson Alecrim
Por
Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Se você acha que o Brasil tem poucas marcas de celulares, muita atenção. A chinesa Oppo acaba de chegar oficialmente ao país. Para esta estreia, a companhia traz apenas um smartphone, o Reno 7. É um movimento inicial tímido. Talvez seja por isso que a companhia aposta em alguns chamarizes, entre eles, a promessa de garantia de cinco anos para o produto.

A chegada da Oppo ao Brasil foi confirmada no final de julho. Faltava apenas o anúncio oficial para a companhia — a quarta maior fabricante de smartphones do mundo, pelo menos até recentemente — fincar a sua bandeira no país.

O anúncio foi feito em um evento promovido em São Paulo (SP), na noite de segunda-feira (19). Lá, pude dar uma olhadinha no celular de estreia.

O Oppo Reno 7

Anunciado no final de 2021, o Oppo Reno 7 é um celular de categoria intermediária. As suas especificações para o Brasil incluem um chip Snapdragon 680, 6 GB de RAM e 128 GB para armazenamento interno de dados.

Mesmo não sendo um modelo topo de linha, o aparelho conta com uma vistosa tela AMOLED. Trata-se de um painel de 6,43 polegadas com resolução full HD+, taxa de atualização de 90 Hz e proteção Gorilla Glass 5.

No design, o aparelho não decepciona. A moldura tem superfície plana e a tela preenche quase todo o espaço frontal. Essas características contribuem para o Oppo Reno 7 ter um ar de produto premium.

Oppo Reno 7 tem tela AMOLED (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Oppo Reno 7 tem tela AMOLED (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Já a traseira do smartphone abriga um conjunto de três câmeras. O sensor principal, de 64 megapixels, promete imagens com boa nitidez, mesmo sob condições de luz baixa. Ele é acompanhado de dois sensores de 2 megapixels cada, um para macro, outro para profundidade.

Na frente, o aparelho conta com um sensor IMX709 de 32 megapixels. O componente foi feito pela Sony em parceria com a Oppo.

A bateria não chama a atenção. O componente trabalha com 4.500 mAh. Em compensação, o aspecto da autonomia é complementado com a tecnologia de recarga rápida SuperVOOC. No Reno 7, ela trabalha com carregamento de 33 W.

De acordo com a Oppo, 5 minutos de tomada com um carregador SuperVOOC são suficientes para até 100 minutos de reprodução de vídeo. Com 15 minutos, a carga da bateria aumenta em cerca de 30%.

Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Luz orbital (“ring light”) e expansão de RAM

O módulo de câmera da traseira traz um LED para flash, como não poderia deixar de ser. Mas há um LED adicional por ali, circulando a câmera de macro (a segunda de cima para baixo). É um recurso que a Oppo chama de luz orbital, mas que lembra uma pequena “ring light”.

Esse LED entra em ação para ajudar no foco de objetos para imagens macro. Mas ele tem outras funções. O componente pisca quando há notificações novas ou chamadas sendo recebidas, por exemplo. Ele também acende quando o aparelho está sendo recarregado.

Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Oppo Reno 7 com luz orbital (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

No quesito software, o Reno 7 se garante com o ColorOS 12, que roda sobre o Android 12. Encontramos vários recursos ali. Um permite atender a chamadas ou realizar certas tarefas com gestos na frente da tela, sem que o usuário tenha que tocar no aparelho. Achei meio duvidoso, confesso.

Outro é uma barra lateral inteligente, que se expande para dar acesso rápido a aplicativos ou recursos nativos, como o tradutor de tela e a ferramenta de screenshots. Disso eu gostei.

O aplicativo de fotos é o que mais me interessou. Além de dar acesso a várias configurações de fotografia, ele permite que você grave um vídeo usando as câmeras traseira e frontal ao mesmo tempo. Nesse modo, o vídeo é dividido ao meio, cada lado para uma câmera. Não sei se isso é realmente útil, mas não deixa de ser curioso.

Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Oppo Reno 7: preço e garantia de cinco anos

Oficialmente, as vendas do Reno 7 no Brasil começam em 27 de setembro. O preço oficial é de R$ 2.999 para pagamento à vista. É um valor um tanto salgado. Afinal, o Reno 7 tem atributos interessantes, mas ainda é um modelo intermediário.

Para quem estiver em São Paulo (SP) no dia 25 de setembro, será possível comprar o smartphone com até 40% de desconto na Pop Up Store da Oppo, no Shopping Cidade de São Paulo.

Que conste que o celular não é fabricado no Brasil. A chegada da Oppo ao país é fruto de uma parceria com a Usina de Vendas. Já os canais de venda oficiais, até o momento, são as lojas da Vivo e a Amazon.

Para compras realizadas até o final de 2022 nos canais oficiais, a Oppo oferece garantia de cinco anos, desde que o comprador também se cadastre no site da companhia.

Sobre outros modelos da Oppo, não há previsão de lançamento por aqui, embora a companhia tenha intenção de expandir a sua linha de produtos no Brasil. O Oppo A77 já aparece no site brasileiro da Oppo, mas sem data de chegada.

É como se, com o Reno 7, a companhia estivesse fazendo um experimento para conhecer o mercado brasileiro. Eu só não sei se apostar em um único celular para a estreia é suficiente para isso.

Seja lá qual for o plano, espero que esta incursão da Oppo no Brasil dê algum resultado. Para nós, meros usuários, quanto mais concorrentes no mercado brasileiro de celulares, melhor.

Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Oppo Reno 7 (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Oppo Reno 7 — ficha técnica

  • Tela: tecnologia AMOLED, 6,43 polegadas, resolução de 2400×1080 pixels, taxa de atualização de 90 Hz, taxa de resposta a toques de 120 Hz, brilho de 600 nits, proteção Gorilla Glass 5
  • Processador: octa-core Qualcomm Snapdragon 680 com GPU Adreno 610
  • RAM: 6 GB de LPDDR4x
  • Armazenamento: 128 GB expansíveis com microSD
  • Câmeras traseiras:
    • Principal: 64 megapixels, f/1,7
    • Macro: 2 megapixels, f/3,3
    • Profundidade: 2 megapixels, f/2,4
  • Câmera frontal: 32 megapixels, f/2,4
  • Bateria: 4.500 mAh com carregador SuperVOOC de 33 W
  • Sensores: acelerômetro, giroscópio, proximidade, bússola, óptico, gravidade
  • Conectividade: dual SIM, 3G, 4G, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.1, USB-C, NFC, fones de ouvido, GPS, Glonass, Galileo
  • Sistema operacional: ColorOS 12.1 (Android 12)
  • Outros: leitor de impressões digitais na tela, LED de luz orbital, cores “azul aurora” e “preto cósmico”
  • Dimensões: 159,9 x 73,2 x 7,49 mm
  • Peso: 175 g
Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado Infowester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque