O que é o AMOLED Dinâmico da Samsung?

AMOLED Dinâmico adiciona mais brilho e fluidez aos painéis OLED para celulares; entenda o funcionamento da tecnologia de tela da Samsung

Emerson Alecrim Paulo Higa
Por e
• Atualizado há 1 ano e 1 mês
Samsung Galaxy S23 Ultra tem AMOLED Dinâmico 2X (imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Samsung Galaxy S23 Ultra tem AMOLED Dinâmico 2X (imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

AMOLED Dinâmico é uma tecnologia de tela usada em celulares e tablets da Samsung. A sua aplicação permite ao visor gerar imagens vívidas, inclusive com HDR. Além disso, a taxa de atualização da tela alcança níveis altos.

Histórico e aplicações

O AMOLED Dinâmico (ou Dynamic AMOLED) foi lançado pela Samsung em 2019, como uma evolução do OLED de matriz ativa (AMOLED). Uma tela do tipo suporta HDR10+. Isso significa que ela gera mais brilho e contraste do que os padrões anteriores. A linha Galaxy S10 estreou a tecnologia.

Já o AMOLED Dinâmico 2X traz suporte a taxa de atualização variável, que não existe no Super AMOLED (o padrão anterior). Esse parâmetro pode chegar a 120 Hz, o que torna a tela excelente para jogos. Celulares como Galaxy S22 e Galaxy S23 têm telas do tipo.

Como funcionam as telas AMOLED Dinâmico

Uma tela AMOLED Dinâmico é um painel OLED incrementado com uma camada de película fina (TFT). Essa camada atua como uma matriz ativa para controlar cada pixel.

Estrutura básica de uma tela AMOLED (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Estrutura básica de uma tela AMOLED; na versão dinâmica, o TFT é baseado na tecnologia HOP (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Em relação às telas AMOLED e Super AMOLED, a versão dinâmica adiciona suporte a HDR10+ para melhorar os níveis de brilho e contraste.

Além disso, o HDR aprimorado incrementa a precisão das cores RGB e permite que a tela alcance 100% da faixa DCI-P3. Esses benefícios são perceptíveis até em uma tela dobrável, que existe no AMOLED Dinâmico pelo fato de a tecnologia não exigir um painel de luz fundo (backlight).

O AMOLED Dinâmico se destaca ainda por ter taxa de atualização variável. Para isso, a camada TFT é baseada em um material do tipo HOP, sigla em inglês para óxido híbrido e silício policristalino. Esse é o nome que a Samsung dá à tecnologia LTPO, que permite à tela ter atualização dinâmica sem necessidade de um hardware específico.

Vantagens e desvantagens

Nosso comparativo mostra, em detalhes, as diferenças entre AMOLED Dinâmico e tecnologias como IPS LCD e Retina Display, que costumam ser usadas em dispositivos móveis.

De forma resumida, as vantagens e desvantagens do AMOLED Dinâmico são:

  • Menor consumo de energia: o AMOLED Dinâmico tem taxas de atualização que variam entre 10 e 120 Hz, portanto, consome menos energia com conteúdos estáticos, fazendo a bateria durar mais;
  • Qualidade de imagem aprimorada: o HDR10+ contribui para o AMOLED Dinâmico exibir cores mais vibrantes e nível de brilho maior na comparação com o OLED e o LCD;
  • Preto profundo: a tecnologia consegue exibir preto verdadeiro por desligar os pixels correspondentes a áreas escuras da imagem, o que também favorece o contraste e a economia de energia;
  • Maior ângulo de visão: a visualização da tela a partir de ângulos laterais é ampla. Isso porque os pixels do AMOLED Dinâmico emitem luz para todas as direções;
  • Tempo de resposta rápido: a matriz ativa da tela permite que a tela tenha um tempo de resposta menor em relação a telas LCD (quanto menos, melhor);
  • Menor espessura: um display AMOLED Dinâmico costuma ser mais fino do que telas LCD por não precisar de uma camada de backlight;
  • Alta resolução: uma tela AMOLED Dinâmico atinge resoluções generosas, como 2400×1080 pixels ou 3200×1440 pixels, que oferecem maior detalhamento de imagem;
  • Durabilidade: a tecnologia é suscetível ao efeito burn-in por ser formada por compostos orgânicos que se degradam com o tempo. Esse aspecto pode reduzir o tempo de vida útil da tela, no entanto, o problema é incomum;
  • Custo de fabricação: a construção de telas AMOLED é complexa, o que resulta em custos de produção maiores. Por esse motivo, dispositivos com esse tipo de tela tendem a ter preço mais alto do que o LCD.
Galaxy Z Fold 4 tem tela dobrável de AMOLED Dinâmico 2X (imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Galaxy Z Fold 4 tem tela dobrável de AMOLED Dinâmico 2X (imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Perguntas frequentes

Tela AMOLED Dinâmico é boa para os olhos?

Telas AMOLED Dinâmico reduzem o comprimento de onda prejudicial da luz azul, de acordo com a Samsung. Isso torna a tecnologia mais confortável e segura para os olhos.

Tela AMOLED Dinâmico é melhor para jogos?

A capacidade do AMOLED Dinâmico de atingir uma taxa de atualização de 120 Hz deixa os jogos mais fluidos. O certificado VDE, que atesta que a tela alcança 100% das cores DCI-P3, também favorece a experiência com games.

Tela AMOLED Dinâmico é resistente?

Uma tela AMOLED Dinâmico é mais resistente (mas não inquebrável) do que outras somente quando incrementada com um componente específico para isso. É o caso de vidros de cristais de safira ou Gorilla Glass.

Esse conteúdo foi útil?
😄 Sim🙁 Não

Relacionados