iPhone 15 Ultra e celulares Android devem trocar botões mecânicos por fixos

iPhone adotou botão Home que não afunda em 2016, e agora deve levar mesma tecnologia para volume e liga/desliga; USB-C também está a caminho

Giovanni Santa Rosa
Por

A maioria das atividades em um smartphone pode ser feita sem apertar botões físicos, graças às telas sensíveis ao toque. As exceções são abaixar e aumentar o volume e ligar o aparelho, que ainda têm pecinhas dedicadas. Em breve, elas podem ganhar uma atualização. O iPhone 15 Ultra e aparelhos Android de topo de linha devem receber botões solid-state, que não “afundam” ao apertar.

iPhone 14 Pro
iPhone 14 Pro (Imagem: Reprodução / Apple)

As informações sobre o iPhone são do analista de mercado Ming-Chi Kuo. Em seu Twitter, ele diz que os botões de ligar e volume dos dois próximos iPhones de topo de linha podem adotar a tecnologia solid-state no lugar das peças mecânicas. O lançamento está previsto para o segundo semestre de 2023.

Kuo não arriscou um nome para estes iPhones. Especula-se que o iPhone 15 Pro Max possa ser substituído por um novo iPhone 15 Ultra.

Botões que não se mexem ao apertar não são uma novidade para o iPhone. No iPhone 7, o botão Home deixou de ser mecânico. Isso se repetiu no iPhone 8 e nas versões SE de 2022 e 2022. Um motor vibratório dá a sensação de estar apertando um botão “de verdade”, mas ele continua lá, paradinho.

Caso a Apple realmente substitua os botões mecânicos de ligar/desligar e volume por outros do tipo solid-state, o número de motores vibratórios do iPhone deverá aumentar de um para três.

A mudança pode ir além do iPhone. Kuo diz que smartphones Android de topo de linha também adotarão essa tecnologia.

Resistência e marketing

Existem algumas vantagens possíveis para botões solid-state. Melhorar a proteção contra água e poeira é uma delas. Botões mecânicos têm aberturas mínimas, mas que são sujeitas a líquidos e sujeiras.

Além disso, as peças de botões mecânicos podem quebrar — isso era um problema com o Home do iPhone. Botões solid-state tendem a dar menos conserto.

Outro ganho seria usar menos espaço interno, mas isso é bastante discutível, já que a mudança deve levar à instalação dos dois novos motores vibratórios.

Vantagens à parte, pode ser também uma estratégia da Apple para diferenciar os modelos mais avançados da família iPhone.

Neste ano, os aparelhos Pro foram os únicos a vir com chip mais novo, o A16, e um recorte menor para as câmeras e sensores do Face ID, que fica disfarçado com a Dynamic Island do iOS 16.

USB-C vem aí

Outra mudança bastante aguardada nos iPhones deve finalmente acontecer: o USB-C no lugar do Lightning.

Em outra thread no Twitter, Ming-Chi Kuo diz que o design sem botões e o novo conector são os dois principais updates do iPhone 15.

Mark Gurman, jornalista da Bloomberg, também aponta que o modelo a ser lançado em 2023 deve ter USB-C.

Na terça-feira (25), Greg Joswiak, vice-presidente sênior de marketing mundial da Apple, confirmou que a empresa via cumprir a lei da União Europeia que determina que celulares devem adotar esse padrão até 2024.

Com informações: 9to5Mac, Mashable, MacRumors, 9to5Google.

Relacionados

Relacionados