Bill Gates continua sendo o homem mais rico do mundo, mas a sua fortuna diminuiu um pouquinho: o fundador da Microsoft doou recentemente 64 milhões de suas ações na companhia para uma instituição filantrópica, quantia que corresponde a US$ 4,6 bilhões.

Trata-se da maior doação feita pelo empresário desde o ano 2000, quando Gates repassou o equivalente a US$ 5,1 bilhões em ações à caridade. Um ano antes, ele havia doado nada menos que US$ 16 bilhões.

A transferência de ações foi registrada pela Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês) em junho, embora, até o momento, não esteja claro qual entidade recebeu a doação. Contudo, é bastante provável que o destino tenha sido a Fundação Bill & Melinda Gates, que o empresário e sua esposa criaram nos anos 1990 e, hoje, é uma das maiores instituições filantrópicas do mundo.

Aparentemente, a doação faz parte do compromisso de Gates com o programa The Giving Pledge, iniciativa liderada por ele e Warren Buffett que incentiva os indivíduos mais ricos do mundo a doarem pelo menos metade de suas fortunas para instituições de caridade. Mark Zuckerberg e Michael Bloomberg estão entre os integrantes desse grupo.

Com a recente doação, Bill Gates se desfez de 38% de suas ações na Microsoft. Com isso, a participação do empresário na companhia caiu de 2% para 1,3%. Para fins de comparação, Gates tinha 24% de participação na Microsoft em 1996.

Em contrapartida, o impacto na fortuna geral de Gates é de apenas 5%, aproximadamente: de acordo com a Bloomberg, o total estimado de sua riqueza caiu de US$ 90 bilhões para US$ 86,1 bilhões.

O novo número ainda faz Bill Gates ocupar o posto de homem mais rico do mundo, como já dito. No mês passado, Jeff Bezos chegou a assumir essa posição, mas as ações da Amazon sofreram uma desvalorização, permitindo que Gates conquistasse novamente a dianteira.

Receba mais sobre Bill Gates na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados