Dropbox encerra armazenamento ilimitado para acabar com bagunça

Empresa se cansou de mal-uso do serviço e optou por limitá-lo; novo plano top tier do Dropbox terá limite de 15 TB para três licenças e assinaturas adicionais

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 8 meses
Dropbox no iPhone (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)
Dropbox encerra plano ilimitado e divulga funcionamento do serviço (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

O Dropbox anunciou o fim do armazenamento ilimitado no plano Advanced. O motivo da decisão é o “abuso” de uma parte dos clientes com o serviço. No lugar de armazenamento ilimitado, o Dropbox Advanced dará 15 TB para até três licenças de uso — com opção de expandir.

No texto de seu blog em que anuncia as mudanças no Plano Avançado, voltado para empresas, o Dropbox aponta que menos de 1% dos assinantes utiliza mais de 35 TB de armazenamento por licença do plano ilimitado. Os outros usavam menos que isso. No entanto, não dá para culpar só o “1%”

De acordo com o Dropbox, havia um mal-uso dos assinantes, que compartilhavam a conta (tal qual os streamings odeiam) para uso pessoal e faziam outras atitudes que incomodavam a empresa.

No blog, o Dropbox relata que usuários usavam o plano ilimitado para minerar criptomoedas (incluindo a Chia, “criada” com base no armazenamento) e até mesmo revendiam espaço de armazenamento. Chegou um momento que a companhia se cansou.

Dropbox encerra armazenamento ilimitado e mostra novo plano

Com o fim do armazenamento ilimitado, o Dropbox anunciou o novo funcionamento do plano Avançado. Quem assina o plano ilimitado terá 15 TB de espaço para usar em três licenças. A aquisição de mais licenças adiciona 5 TB no Dropbox Avançado (nome do plano).

E quem utiliza menos de 35 TB por licença (mais de 99% dos assinantes) manterá o armazenamento usado agora por 5 anos — contando o tempo da notificação da mudança no serviço. O Dropbox dará mais 5 TB de espaço compartilhado nesses casos.

Espaço do Dropbox (imagem: Dropbox)
Dropbox com espaço livre e (ar) ilimitado só esse da foto (Imagem: Divulgação/Dropbox)

Para aqueles “menos de 1%”, a empresa segue sendo uma mãe. O Dropbox deixará que os assinantes com mais de 35 TB usados mantenham o armazenamento por 1 ano.

Esses usuários também ganharão 5 TB de extra para armazenamento compartilhado — desde que não exceda 1.000 TB. O outro extra é uma ligação da equipe do Dropbox para “encontrar” (leia “contratar”) a melhor solução de armazenamento.

No blog, o Dropbox informou que manter uma lista de “pode e não pode” não seria sustentável. Por isso, encerrar o plano ilimitado foi a saída.

Com informações: Android Police

Receba mais sobre Dropbox na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados