Foto por NASDAQ

Assim como o Spotify, o Dropbox está fazendo uma estreia na bolsa de valores. O objetivo, como sempre, é arrecadar dinheiro para continuar crescendo.

O Dropbox conseguiu obter US$ 756 milhões vendendo parte de suas ações. Isso significa que seu valor total de mercado é de US$ 9,1 bilhões, incluindo ações restritas para negociação, segundo a Bloomberg.

A empresa conseguiu arrecadar mais que o previsto após uma forte demanda. Grandes IPOs de tecnologia geralmente não aumentam a faixa de preço de suas ações, mas o Dropbox fez exatamente isso. Inicialmente, os investidores teriam que pagar entre US$ 16 a US$ 18 por ação; o valor então subiu para US$ 18 a US$ 20.

O Dropbox nunca teve lucro, mas vem reduzindo seu prejuízo de forma consistente. As perdas foram de US$ 210,2 milhões em 2016 para US$ 111,7 milhões no ano passado. A receita está crescendo, assim como o número de usuários pagantes — indo de 8,8 milhões para 11 milhões no mesmo período.

The day is finally here! #dbx pic.twitter.com/High5D0zjE

— seunghee! (@seungseungg) March 23, 2018

Se você não paga pelo Dropbox, não está sozinho: são 500 milhões de usuários registrados. A estratégia é atrair clientes com o plano gratuito, e sugerir upgrades para as versões pagas — especialmente para empresas que usam o serviço.

No prospecto, o Dropbox lista como concorrentes o Box — que estreou na bolsa em 2015 — além do Apple iCloud, Google Drive e Microsoft OneDrive.

O Dropbox estreia nesta sexta-feira (23) na Nasdaq com o símbolo DBX. A empresa foi fundada em 2007 por Drew Houston e Arash Ferdowsi.

Big day. #DBX 🎉 pic.twitter.com/mQBjUeyOpQ

— Dropbox (@Dropbox) March 23, 2018

Relacionados