O Facebook anunciou em fevereiro que estava comprando o WhatsApp por US$ 16 bilhões (e mais três bilhões de dólares em ações para os funcionários). A compra passou pela aprovação dos órgãos regulatórios e finalmente está concluída: o Facebook é oficialmente o novo dono do aplicativo de mensagens após um investimento total de US$ 22 bilhões — o equivalente a R$ 53 bilhões pela cotação de hoje.

O valor é maior que o anunciado originalmente porque a compra foi paga em dinheiro e ações: foram US$ 4 bilhões em dinheiro vivo e US$ 15 bilhões em papéis do Facebook. As ações do Facebook valorizaram em torno de 15% nos últimos meses, e os funcionários do WhatsApp também se beneficiaram da alta.

US$ 22.000.000.000,00 é um número tão grande que nem conseguimos imaginar o que dá para fazer com tanto dinheiro. Então nós vamos fazer igual os jornais e mostrar algumas equivalências. Com esse montante, é possível comprar:

Com a conclusão da aquisição, o CEO do WhatsApp, Jan Koum, passa a ser membro do conselho do Facebook. Ele terá um salário anual simbólico de apenas US$ 1, o mesmo de Mark Zuckerberg. Seu “pagamento” é em ações: Koum recebeu 24.853.858 ações do Facebook como incentivo, que hoje valem o equivalente a R$ 4,7 bilhões.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados