Google Chrome testa aviso em sites com URLs enganosas

O recurso desenvolvido pelo Google ajuda a escapar de sites com erros propositais em suas URLs

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos e 4 meses
Google Chrome testa aviso contra URLs que se passam por sites legítimos

O Google quer ajudar os usuários a evitarem sites com URLs suspeitas. Para isso, a empresa está testando no Chrome um recurso capaz de alertar quando alguém acessa um domínio que tenta se parecer com o de um site autêntico.

O recurso está sendo desenvolvido há algum tempo pelo Google e já está disponível na versão 70 do Chrome Canary, alternativa beta do navegador. Com ele, é possível escapar de sites que usam URLs com erros ortográficos propositais para fazer você inserir seus dados em formulários.

Sempre que há uma tentativa de acessar uma dessas páginas, o navegador exibe um aviso perguntando se, na verdade, você gostaria de acessar o site correto. Resumindo, o recurso funciona da mesma forma que o famoso “Você quis dizer?” das pesquisas.

A opção pode ser ativada no Chrome Canary ao acessar a seguinte URL: chrome://flags/#enable-lookalike-url-navigation-suggestions. Ela também está disponível no Chrome regular, mas, segundo o ZDNet, ainda não consegue detectar tantas URLs quanto a versão beta.

O novo recurso do Chrome é parecido com o que foi desenvolvido há alguns meses no WhatsApp. Assim como o navegador, o aplicativo também busca identificar links suspeitos nas mensagens e exibe alertas sugerindo para os usuários não o abrirem.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados