Google decreta fim do Google Podcasts e migração para o YouTube Music

Empresa promete ferramenta para exportar programas em formato OPML. Seção de podcasts do YouTube Music tem download e reprodução em segundo plano.

Thássius Veloso
Por
YouTube Music
YouTube Music concentrará hub de podcasts do Google a partir de 2024 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O Google decidiu mudar por completo a maneira como oferece podcasts aos usuários. Em virtude disso, o gigante da internet decretou o fim do Google Podcasts, plataforma online que conta com app nativo para Android. Agora, a empresa vai concentrar os esforços para este tipo de conteúdo no YouTube Music.

O anúncio foi feito pelo YouTube nesta terça-feira (26), apenas cinco dias após realizar um evento em Nova York no qual anunciou novidades relacionadas à inteligência artificial.

O Google destaca que a seção de podcasts no YouTube está em fase de testes no Brasil, Estados Unidos e outros países sem necessidade de pagamento adicional. Agora, ela chegará a todos os países onde a plataforma está presente. O cronograma menciona a liberação da ferramenta até o fim de 2023.

O fim do Google Podcasts

“Em 2024, vamos aumentar nosso investimento na experiência de podcasts no YouTube Music, tornando-a o melhor destino para fãs e podcasters, com recursos exclusivos do YouTube para a comunidade e a descoberta e alternância de áudio e vídeo”, diz a empresa numa postagem oficial. Na prática, isso significa que o Google Podcasts será desativado.

O Google disse que irá ouvir os atuais usuários do Google Podcasts e também dará “bastante tempo para fazer essa transição”. Além disso, a empresa informou que o YouTube Music será compatível com a tecnologia de feed RSS, uma vez que nem todos os programas de áudio são hospedados na plataforma.

Print do YouTube Music no computador
Interface do YouTube para exibição de podcast (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Quem não quiser migrar para o YouTube Music terá uma ferramenta para exportar os podcasts atuais. Ela irá funcionar no formato OPML.

O Google não deu detalhes sobre os prazos e procedimentos para que isso tudo aconteça, mas reconheceu que “levará tempo”. “Assim que sentirmos que as ferramentas de migração estão prontas, iremos lançá-las juntamente com diretrizes claras sobre como vão funcionar.”

Brasileiros já consomem áudio pelo YouTube

O Brasil ganhou uma menção especial no comunicado disparado pela equipe do YouTube. De acordo com uma pesquisa da Offerwise, 69% os entrevistados no país têm o YouTube como sua principal plataforma de podcast ou videocast.

Já nos Estados Unidos, uma pesquisa conduzida pela Edison concluiu que 23% dos usuários consideram o YouTube como principal serviço de podcasts, contra “apenas” 4% do Google Podcasts.

Tal qual existe atualmente, o YouTube Music oferece uma seção de podcasts com downloads e reprodução em segundo plano em lugares como o carro e em alto-falantes inteligentes. Os usuários ainda podem alternar entre podcasts de áudio e os populares videocasts, de acordo com a empresa.

Relacionados