YouTube libera inteligência artificial generativa para criação de vídeos

Ferramenta Tela Fantástica permite a inserção de prompts que retornam imagens animadas. Novo app para celular gera legendas automáticas.

Thássius Veloso
Por
Homem em palco
YouTube apresenta Dream Screen durante evento em Nova York (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

O YouTube anunciou a chegada da inteligência artificial generativa à principal plataforma de vídeos do planeta. Os criadores de conteúdo poderão usar funções como a Tela Fantástica (em inglês: Dream Screen), na qual escrevem uma descrição e o site devolve uma imagem animada. Os exemplos mencionados por executivos da empresa pertencente ao Google incluíram “um panda bebendo café”, “cachorro dirigindo carro” e “dragão voando sobre a cidade de Nova York”. O evento acontece na cidade americana.

Print de transmissão de vídeo
Resultado do prompt para “cachorro dirigindo carro” (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

A jornalista e youtuber Cleo Abrams subiu ao palco para dizer que os produtores de conteúdo já usam a inteligência artificial para ilustrações rápidas, filtros e até mesmo para criar narrações em outros idiomas.

Já o CEO da plataforma, Neal Nohan, disse que a graça do YouTube não está nas ferramentas tecnológicas criadas pelos engenheiros, mas sim pelo que os creators fazem com elas. O dirigente afirmou que a IA generativa irá expandir os limites da expressividade humana na internet.

O YouTube apresentou quatro novas ferramentas que supostamente tornam melhor a vida dos produtores de vídeo:

  • AI Insights for Creators – Fornece ideias a partir de dados sobre consumo de vídeos na plataforma. Na demonstração durante o evento, uma vlogger de viagens recebeu sugestões até mesmo de lugares para gravar numa visita à cidade portuguesa de Sintra.
  • Recomendação de música – Funciona como um produtor musical que pesquisa por músicas a partir do prompt informado pelo usuário.
  • Dublagem automática em outros idiomas. Já está em teste com alguns youtubers.
  • Novo app de smartphone – O aplicativo YouTube Create permite edição de vídeo facilitada para quando o usuário está na pequenina tela do telefone. O visual lembra bastante as seções destinadas a isso no Instagram e no TikTok, bem como o app CapCut. Ele oferece legendas automáticas e músicas livres de royalties.
Homem no palco com telão ao fundo
YouTube mostra dicas de conteúdo para youtuber em busca de inspiração (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Dúvida sobre os direitos autorais

O YouTube não detalhou como será a remuneração dos artistas cujos trabalhos serviram de insumo para o treinamento de sistema de inteligência artificial, o que vem preocupando, por exemplo, autores de livros, entre outras categorias profissionais que atuam em trabalhos criativos.

O CEO da empresa disse que está em conversas com gigantes da música para encontrar uma solução conjunta para os desafios impostos pela IA generativa. O CEO da Warner, Robert Cyncl, esteve no palco e confirmou o trabalho com o YouTube.

Relacionados