Google desiste de produzir rival para o Apple Vision Pro

Dispositivo de realidade virtual teria formato de óculos de esqui, processador criado pelo Google e versão especial do sistema Android.

Thássius Veloso
Por
Apple Vision Pro na sede da Apple nos Estados Unidos (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Apple Vision Pro na sede da Apple nos Estados Unidos (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

O Google abandonou o Projeto Iris, que tinha a ambição de produzir um headset de realidade virtual com formato similar ao Apple Vision Pro. A iniciativa foi encerrada no começo do ano, segundo relatos da imprensa dos Estados Unidos. A ideia durou pouco, já que a existência do Iris foi descoberta somente no começo de 2022, há pouco mais de um ano.

A ideia era lançar publicamente o dispositivo no começo de 2024. Por se tratar de um relato de bastidores, por enquanto ainda não se sabe o que exatamente motivou a decisão de acabar com o projeto.

Inicialmente revelado pelo The Verge, o dispositivo do Google teria formato de óculos de esqui, processador desenvolvido pela companhia e uma versão especial do sistema Android. No entanto, havia a dúvida se seria desenvolvido um novo sistema para este equipamento.

Aplicativos no visionOS, o sistema do Apple Vision Pro (Imagem: Divulgação/Apple)
Aplicativos no visionOS, o sistema do Apple Vision Pro (Imagem: Divulgação/Apple)

A concorrência

Pouco se sabe sobre o dispositivo. Caso o timing esteja correto, a decisão de encerrar o Projeto Iris teria ocorrido no começo de 2023, antes do anúncio oficial do Apple Vision Pro, durante a WWDC. Ainda assim, as principais informações sobre o aparelho da Apple haviam vazado na internet.

O Vale do Silício passa por um momento de franco desenvolvimento de tecnologias de realidade virtual e realidade aumentada. Além da Apple, não custa lembrar que a Meta também atua em projetos assim – focando, lógico, no metaverso sonhado por Zuckerberg.

Quest 3, novo headset de realidade virtual da Meta (Imagem: Divulgação/Meta)
Quest 3, novo headset de realidade virtual da Meta (Imagem: Divulgação/Meta)

O conglomerado digital deu pistas de como será o Meta Quest 3, próximo lançamento, previsto para o fim do ano. Ele vai custar sete vezes menos do que o Vision Pro.

Vision Pro

O Apple Vision Pro só chega ao mercado em 2023 pelo preço sugerido de US$ 3.499, o que dá por volta de R$ 17 mil. Não há previsão de vendas no Brasil.

Eu tive a oportunidade de testá-lo no Apple Park, sede da Apple nos Estados Unidos, e contei os principais momentos numa análise aqui no Tecnoblog. Em resumo, a empresa conseguiu criar uma experiência realmente imersiva. O sistema de rastreio do olhar (eye tracking em inglês) funciona muito bem e a interação com o sistema visionOS mostrou-se muito amigável.

Mulher usa Apple Vision Pro em vídeo promocional (Imagem: Divulgação/Apple)
Mulher usa Apple Vision Pro em vídeo promocional (Imagem: Divulgação/Apple)

Dá para dizer que se trata do suprassumo da tecnologia. Minha impressão é de que será um produto de nicho neste primeiro momento, mas que a empresa da maçã tem planos de evoluir o design e as funcionalidades para transformá-lo num dispositivo de massa mais para frente.

Com informações: Insider, PC Magazine e The Verge

Receba mais sobre Google na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Canal Exclusivo

Relacionados