Google encerra apps e site do Play Música ao redor do mundo

Mesmo com o fim do Google Play Música, usuários têm até o fim de dezembro para baixar toda biblioteca de compras e uploads

André Fogaça
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Google Play Música não pode mais ser acessado (Imagem: reprodução/Google Play Música)

O Google Play Música morreu, acabou, é o fim. Todos os usuários que tentarem entrar no aplicativo que existe para dispositivos móveis, ou mesmo a versão web, começam a receber um alerta dizendo que o “O Google Play Música não está mais disponível”, junto de um botão para o YouTube Music.

Até pouco tempo, o Google trabalhava com dois serviços de streaming muito semelhantes: o Google Play Música e o YouTube Music. O segundo é a evolução do primeiro, englobando também o catálogo de vídeos do YouTube para aumentar a quantidade de canções presentes em seu acervo e outros recursos exclusivos.

A promessa do Google feita em maio era de encerrar o Google Play Música até o fim de 2020, começando em setembro na Austrália e Nova Zelândia e a partir de outubro no resto do mundo. No começo do mês passado os smart speakers pararam de reproduzir suas canções, enquanto alguns usuários sequer conseguiam abrir o app no iPhone, iPad, iPod Touch ou Android.

Ainda é possível baixar a biblioteca do Google Play Música

Agora o penúltimo prego do caixão foi martelado e todos os usuários não podem mais entrar no player. Não digo último, pois ainda é possível entrar em music.google.com e baixar ou excluir a biblioteca do usuário, além de excluir todo o histórico de recomendações. O prazo final para o download acaba neste mês, vulgo fim de 2020.

Ferramenta de transferência de músicas para o YouTube Music (Imagem: reprodução/YouTube Music)

Ferramenta de transferência de músicas para o YouTube Music (Imagem: reprodução/YouTube Music)

Se você prefere continuar com o streaming de áudio do Google, agora no YouTube Music, é possível até mesmo transferir toda a biblioteca, recomendações de músicas, playlists e estações, curtidas e deslikes, com um clique em um botão. A transferência também envolve canções e álbuns comprados dentro da loja do gigante das buscas.

Eu não sei você, mas se sua preferência ainda está no visual ou nos recursos do Google Play Música, é melhor se acostumar com o YouTube Music nos próximos dias.

Com informações: 9to5Google.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
André Fogaça

André Fogaça

Ex-autor

André Fogaça é jornalista e escreve sobre tecnologia há mais de uma década. Cobriu grandes eventos nacionais e internacionais neste período, como CES, Computex, MWC e WWDC. Foi autor no Tecnoblog entre 2018 e 2021, e editor do Meio Bit, além de colecionar passagens por outros veículos especializados.

Canal Exclusivo

Relacionados