Google pode exigir Android Go em celulares com até 2 GB de RAM

Google pode tornar Android Go obrigatório para celulares com 2 GB de RAM ou inferior, segundo documento

Bruno Gall De Blasi
Por
• Atualizado há 2 anos
Android Go (Imagem: Divulgação/Google)

O Android Go pode se tornar obrigatório em celulares com memória RAM com 2 GB ou menos. De acordo com um documento de 24 de abril revelado nesta terça-feira (21), o Google pretende alterar os requisitos de sistema para celulares Android lançados a partir do segundo semestre de 2020.

As informações do documento “Android 11 Go edition Device Configuration Guide” (“Guia de configuração de dispositivos do Android 11 (Go Edition)”, em tradução livre) foram divulgadas pelo XDA-Developers. Segundo o site especializado, o guia para fabricantes aponta os novos requisitos para smartphones com Android a partir de 2020.

O teto de memória RAM está entre as exigências que o Google pode exigir já neste ano. De acordo com o documento, smartphones lançados com Android 10 a partir do quarto trimestre de 2020 ou com Android 11 com memória RAM igual ou inferior a 2 GB devem vir com Android Go, a versão otimizada do sistema operacional da companhia.

Os possíveis requisitos, porém, não afetam telefones já anunciados com as características citadas anteriormente, que devem permanecer com o Android “padrão”. Além disso, ainda segundo o documento, o Google não pretende oferecer suporte ao Android 11 a dispositivos com 512 MB de RAM, sejam eles lançamentos ou não.

O Android Go é uma edição mais leve do Android. Apresentado pelo Google em 2017 para celulares com 1 GB de RAM ou menos, o programa prevê versões otimizadas do sistema operacional e de aplicativos para que funcionem adequadamente em smartphones de baixo custo, como o recém-anunciado Samsung Galaxy A01 Core.

Com informações: XDA-Developers

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi

Ex-autor

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Escreveu para o TechTudo e iHelpBR. No Tecnoblog, atuou como autor entre 2020 e 2023.

Canal Exclusivo

Relacionados