Google vai resumir textos e reportagens usando inteligência artificial

Recurso experimental chega a app do Google para Android e iOS e deve ser lançado no Chrome em breve; ferramenta traz principais pontos e informações de um artigo

Giovanni Santa Rosa
Por
Logotipo do Google
Google (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A inteligência artificial terá mais uma utilidade em breve: resumir textos da internet. O Google anunciou que seu app de buscas e o navegador Chrome vão contar com um recurso para obter as informações principais de uma página da web, sem que o usuário precise ler tudo.

A novidade faz parte da Search Generative Experience (SGE), conjunto de ferramentas que usam IA generativa para acrescentar recursos à busca. Esta tecnologia é da mesma “família” que Bard, ChatGPT e outros.

Chamado “SGE while browsing” (ou “SGE durante a navegação”, em tradução livre), o recurso estará disponível para o app do Google para Android e iOS. Ele também deve chegar ao Chrome nos próximos dias, segundo a empresa.

O Google diz que a ferramenta foi desenhada para “ajudar pessoas a aproveitar mais profundamente conteúdos longos de publicações e criadores, facilitando achar o que você precisa enquanto navega na internet”.

O “SGE while browsing” usa inteligência artificial para criar uma lista de principais assuntos que um texto cobre. Ao clicar em um dos itens, você vai até a parte do artigo que trata daquele tópico.

Outra função é listar perguntas a que aquele artigo responde, também dando a opção de pular para a parte que interessa ao usuário.

No exemplo do Google, em um artigo sobre a Rota 66, a ferramenta traz as perguntas “Em que ano a Rota 66 começou?” e “Qual o comprimento da Rota 66?”.

Publicações terão controle sobre ferramenta

Em seu post para apresentar a novidade, o Google explica que o “SGE while browsing” não resume artigos que estão protegidos por paywall — ou seja, não vai dar para saber o que diz uma reportagem se o jornal ou revista disponibiliza o texto apenas para assinantes.

A decisão de marcar um conteúdo como gratuito ou protegido por paywall caberá aos desenvolvedores e editores.

SGE foi apresentado na Google I/O

Por se tratar de uma ferramenta experimental, o resumo de páginas precisa do Search Labs ativado.

O SGE também é capaz de resumir resultados da busca — assim, você não precisa rolar a página, nem procurar em qual site entrar.

As novidades da busca com inteligência artificial foram apresentadas pela empresa na Google I/O, em maio de 2023. Por enquanto, elas não estão disponíveis no Brasil — apenas o Bard chegou por aqui, em julho de 2023.

Com informações: Google, The Verge

Receba mais sobre Google na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados