Mais publicidade: YouTube estreia botão de comprar dentro do vídeo

Criadores de conteúdo poderão divulgar produtos usando um anúncio direto para a página de venda; botão permite que youtuber escolha momento de exibí-lo

Felipe Freitas
Por
YouTube
YouTube anuncia botão para criadores divulgarem links direto para produtos (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O Google anunciou nesta quarta-feira (18) que o YouTube terá uma nova forma de anúncio: botões de produtos durante os vídeos. Essa nova ferramenta de propaganda permitirá que criadores de conteúdo publiquem, por exemplo, ads que levarão o espectador direto para o site de venda de um produto anunciado no vídeo. Para as marcas e influencers será ótimo, já o usuário verá mais propagandas no seu momento de lazer.

Como mostrou o Google, os criadores poderão escolher em que momento do vídeo o anúncio de compra será mostrado. Ou seja, sabe quando o seu youtuber favorito faz aquela propaganda daquela marca de roupa que eles juram que é perfeita (só falta se lavar sozinha)? Então, a estratégia mais lógica seria botar um botão de comprar o produto neste momento.

Google não explica se YouTube Premium estará livre disso

Criadores poderão selecionar em que momento do vídeo o anúncio será exibido (Imagem: Divulgação/YouTube)
Criadores poderão selecionar em que momento do vídeo o anúncio será exibido (Imagem: Divulgação/YouTube)

Na publicação do Google, a Big Tech não informa se os assinantes do YouTube Premium terão alguma ferramenta para desativar a exibição de anúncios. O serviço de assinatura do YouTube tem, entre as suas vantagens, a não exibição de anúncios para os pagantes.

O Tecnoblog entrou em contato com o Google para saber mais informações sobre o botão de anúncio. A matéria será atualizada assim que a empresa nos responder.

Na teoria, esse novo formato de anúncio é menos invasivo que os cortes nos vídeos — e o criador deve ficar com uma parte maior da renda.

O tempo de lançamento do recurso também é bem acertado: falta pouco mais de um mês para a Black Friday e dois meses para o Natal. Com esses novo tipo de propaganda, o YouTube e criadores de conteúdo terão um bom tempo para popularizar o recurso com os usuários e lucrar com suas comissões.

E, de acordo com o Google, os testes realizados com o botão mostraram que os espectadores que viram os anúncios sincronizados com a aparição no vídeo foram duas vezes mais propensos a clicar no link. Isso em comparação aos anúncios soltos pelo vídeo. O recurso só não estará disponível para o Shorts e vídeos com menos de um minuto de duração.

Com informações: The Verge

Receba mais sobre YouTube na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados