Microsoft anuncia PowerPoint com IA que cria apresentações para você

Microsoft 365 Copilot estará no Word, Excel, PowerPoint, Teams e até Outlook para executar tarefas do seu trabalho por meio de comandos de texto

Giovanni Santa Rosa
Por
• Atualizado há 11 meses
PowerPoint com Copilot gera apresentações a partir de pedidos do usuário ou documentos
PowerPoint com Copilot gera apresentações a partir de pedidos do usuário ou documentos (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Após tentar reinventar os motores de busca, a nova tarefa da inteligência artificial é ajudar na produtividade. A Microsoft anunciou nesta quinta-feira (16) o Copilot, novo recurso do Microsoft 365. Ele usa a tecnologia para facilitar a criação de documentos, apresentações e planilhas, além de auxiliar em reuniões e e-mails — e muito mais.

O Copilot é integrado a todos os apps do Microsoft 365: Word, Excel, PowerPoint, Outlook, Teams e outros. Ele fica em uma barra lateral e funciona à moda do ChatGPT: você escreve em linguagem natural, como falaria para outra pessoa, e ele entende e executa a tarefa.

A Microsoft não é a primeira a prometer isso. Na terça-feira (14), o Google também anunciou que os aplicativos do Workspace vão contar com inteligência artificial para realizar tarefas.

Apresentações rápidas a partir de pedidos simples

No evento, a Microsoft deu um exemplo interessante. A filha da vice-presidente de Office, Sumit Chauhan, está se formando no colégio.

Se a mãe quiser dar uma festa, ela pode, por exemplo, pedir para o Copilot escrever um e-mail convidando os familiares para o evento, inclusive com instruções sobre como chegar ao local.

A partir do rascunho, ela pode incluir um pedido por fotos da filha, com link para a pasta em que eles devem fazer o upload das imagens.

Com as fotos, ela pode criar uma apresentação no PowerPoint. Para fazer isso, basta escrever alguns detalhes e selecionar o estilo dos slides. O Copilot faz o resto, incluindo usar as melhores fotos que estão no OneDrive.

Copilot também está no Word, Excel, Outlook e mais

A Microsoft diz que o Copilot pode ajudar em três maneiras: criatividade, produtividade e habilidades.

No caso da criatividade, a empresa diz que o Copilot pode ajudar no PowerPoint, no Word e no Excel.

No PowerPoint, ele ajuda a criar apresentações a partir de outros documentos. Se você já tem um trabalho escrito, por exemplo, ele faz os slides.

Também dá para criar rascunhos no Word para que você não precise passar por aquele momento de ficar olhando uma folha em branco, sem saber o que escrever. Obviamente, você vai ter que editar, mas já é um começo.

Copilot escreve rascunho no Word a partir de anotações no OneNote
Copilot escreve rascunho no Word a partir de anotações no OneNote (Imagem: Divulgação/Microsoft)

Para quem trabalha com planilhas no Excel, o Copilot pode analisar tendências nos dados e gerar visualizações em segundos, com um look profissional.

Em produtividade, a Microsoft promete que o Copilot pode ajudar a limpar o e-mail do Outlook em minutos e não horas, fazer anotações e sugerir ações a partir de chamadas no Teams e automatizar tarefas repetitivas, criar chatbots e gerar apps no Power Platform.

A Microsoft também anunciou um novo app, chamado Business Chat. Ele analisa dados e aplicativos para trazer informações e insights.

Por fim, habilidades. Neste caso, os apps do Microsoft 365 conseguirão executar tarefas a partir de comandos simples, escritos em linguagem natural — coisas como “coloque uma animação neste slide” ou “insira uma tabela”. Segundo a empresa, são milhares de comandos disponíveis.

Copilot é mais que o ChatGPT

A Microsoft diz que os novos recursos são baseados no Copilot System, que é mais abrangente que o ChatGPT. Ele é construído pensando para grandes empresas e usa vários modelos extensos de linguagem, incluindo o GPT-4. Eles se integram ao Microsoft 365 e ao Microsoft Graph.

A diferença do Copilot System é que ele pode ser treinado usando dados específicos da empresa, como documentos, contatos, e-mails e muito mais. Isso deve levar a respostas mais precisas e habilidades mais específicas.

Os modelos de linguagem são uma aposta alta da Microsoft. Além do Microsoft 365, o Bing já conta com o GPT-4 da OpenAI — e está liberado para todo mundo usar, sem fila.

Com informações: Microsoft.

Relacionados