Motorista de Tesla semiautônomo tem carteira suspensa por estar no banco do passageiro

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 semanas
Tesla Model S 60
Tesla Model S 60

O Autopilot usado em carros da Tesla é bastante eficiente, mas ainda depende da presença do motorista em seu lugar convencional. A empresa pede a atenção para eventuais problemas com o sistema ou eventos inesperados na rua.

Na Inglaterra, porém, um motorista decidiu realizar uma viagem no banco do passageiro após ativar o piloto automático de seu S 60, modelo semiautônomo da Tesla. A ideia resultou na suspensão da carteira por 18 meses e a ordem para realizar 100 horas de serviço não remunerado.

Ele também terá de pagar 1.800 libras (cerca de R$ 8.630) pelas despesas que a promotoria teve no caso.

A denúncia foi feita após o motorista ser filmado em uma rodovia próxima à cidade de Hemel Hempstead. O carro estava a pouco mais de 60 km/h quando ele ocupava o banco do passageiro.

O vídeo foi compartilhado nas redes sociais e enviado à polícia local. Durante seu julgamento, o motorista se declarou culpado na acusação de direção perigosa e disse ter sido o “azarado que foi pego”.

O capitão da polícia disse à BBC que a ação do motorista foi “grosseiramente irresponsável e poderia facilmente ter acabado em uma tragédia”.

Man pleads guilty to dangerous driving after switching on his car’s autopilot and moving over to the passenger seat while travelling along the M1 near #HemelHempstead: https://t.co/GrKppSLVZT pic.twitter.com/JPYgk9eyDM

— Herts Police (@HertsPolice) April 27, 2018

Uma declaração enviada por um engenheiro da Tesla ao tribunal informou que o Autopilot tem a missão de auxiliar no dia a dia, mas que os motoristas precisam estar totalmente atentos ao que acontece ao seu redor.

Este foi o mesmo argumento usado para livrar a Tesla da responsabilidade em um acidente que ocorreu em março, quando um veículo se chocou com uma barreira em uma estrada de Mountain View, na Califórnia. O motorista não sobreviveu.

A Tesla afirmou que seu sistema fez diversos alertas visuais e sonoros para o motorista reassumir a direção. No entanto, um sensor indicou que o piloto não colocou as mãos no volante no momento antes do acidente.

Com informações: BBC.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Relacionados