MWC 2020: 40 empresas cancelaram presença, mas evento é mantido

Companhias estão desistindo do MWC 2020 por preocupação com coronavírus

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Mobile World Congress

O Mobile World Congress (MWC) 2020 caminha a passos largos para ser cancelado ou adiado. Tudo por conta de um inimigo sorrateiro, mas que vem gerando temor generalizado: o coronavírus. O número de empresas que desistiram do evento por conta do surto que teve início na China já passa de 40.

Tal como adiantamos aqui no Tecnoblog, a LG cancelou a sua ida ao MWC 2020. Pouco tempo depois, companhias como Amazon, Nvidia e Sony tomaram a mesma decisão. Em seguida, foi a vez de Intel e MediaTek anunciarem a mesma medida.

Em todos esses cancelamentos, a justificativa é uma só: como o Mobile World Congress é uma feira com grande circulação de pessoas do mundo todo, as empresas temem que o evento possa aumentar as chances de funcionários e visitantes serem infectados pelo coronavírus.

Diante de tantas desistências, a GSM Association, organização responsável pelo evento, marcou reunião para esta sexta-feira (14) para decidir se cancela ou adia o MWC 2020. Na verdade, o encontro já estava marcado como parte da agenda de preparação para o evento, mas, diante da gravidade do assunto, uma reunião emergencial foi realizada hoje (12).

No encontro, a decisão foi a de manter o evento. No entanto, a GSM Association segue monitorando o assunto, o que significa que a feira ainda pode ser cancelada.

A organização já havia anunciado medidas de prevenção ao vírus. Uma delas é a proibição de acesso ao evento por pessoas que vivem ou estiveram recentemente na província chinesa de Hubei, onde o surto teve início. Outra: pessoas que visitaram outras partes da China terão que provar que saíram do país há mais de 14 dias, do contrário, poderão ter a sua participação negada.

Mobile World Congress

Mas esses cuidados e o fato de o evento ser realizado em Barcelona (onde o surto não chegou) não foram suficientes para frear o número de desistências. Pelo contrário: mais de 40 empresas já confirmaram que não comparecerão ao MWC 2020. De acordo com o TechCrunch, são estas (e pode haver mais):

  • A10 Networks
  • Accedian
  • Amazon
  • Amdocs
  • AppsFlyer
  • ARCEP
  • AT&T
  • BT
  • Ciena
  • Cisco
  • CommScope
  • Dali Wireless
  • Deutsche Telekom
  • Ericsson
  • F5 Networks
  • Facebook
  • Gigaset
  • HMD
  • iconectiv
  • Intel
  • InterDigital
  • Interop Technologies
  • KMW
  • LG
  • McAfee
  • MediaTek
  • Nokia
  • NTT Docomo
  • Nvidia
  • Radwin
  • Rakuten Mobile
  • Royole Corporation
  • Sony
  • Spirent
  • Sprint
  • STMicroelectronics
  • Ulefone
  • Umidigi
  • Viber
  • Vivo (fabricante de celulares)
  • Vodafone

Se não houver cancelamento ou adiamento, o MWC 2020 vai ser realizado entre 24 e 27 de fevereiro (datas para o público em geral).

Com informações: El País.

Atualizado às 14:55.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados