OnePlus e Oppo querem usar Gemini Ultra em seus smartphones

Fabricantes chinesas querem usar versão mais potente do Gemini em seus smartphones. Previsão é que celulares com Gemini Ultra cheguem no segundo semestre

Felipe Freitas
Por
Marca do Gemini em cores claras, num fundo azul
Gemini Ultra é a versão mais potente da IA generativa do Google (Imagem: Reprodução/Google)

A Oppo e a OnePlus, fabricantes de celulares de propriedade da chinesa BBK Electronics, anunciaram nesta quarta-feira (10) que querem utilizar o LLM Gemini Ultra em seus smartphones. Este é a versão mais potente dos modelos de linguagem de IA generativa do Google, exigindo mais processamento para executar as tarefas.

A declaração das marcas foi dada durante o Google Cloud Next 2024, evento da big tech voltado para inovações. O evento, realizado online, começou no dia 9 de abril e encerrará nesta quinta-feira (11).

Os smartphones da Oppo e OnePlus equipados com o Gemini Ultra devem chegar no segundo semestre, época em que as fabricantes costumam lançar seus modelos mais potentes — pelo menos para o mercado chinês.

(Imagem: Divulgação/OnePlus)
Smartphones topo de linha das marcas, como o OnePlus 12, devem ser compatíveis com o Gemini Ultra (Imagem: Divulgação/OnePlus)

OnePlus e Oppo querem ultrapassar Samsung e Google

O plano da OnePlus e Oppo de usar o Gemini Ultra em seus celulares colocaria a Samsung e o Google para trás. Isso porque a sul-coreana e big tech utilizam os modelos Gemini Pro e Gemini Nano em seus smartphones. O Google lançou sua IA para os celulares Pixels nas últimas semanas, enquanto a Samsung apresentou a Galaxy AI no início do ano junto da linha Galaxy S24.

O uso do Gemini Ultra demanda mais capacidade de processamento, por isso, em celulares, será necessário estar conectado à internet para que ele rode as tarefas desejadas — pelo menos aqueles que forem altamente exigentes. Em comparação, o Gemini Nano consegue executar os comandos apenas com o SoC dos celulares.

Já o Galaxy AI utiliza uma combinação entre o Gemini Nano e o Pro, versão intermediária. Dependendo da complexidade da tarefa, a One UI 6.1 alterna entre esses dois modelos. Os Pixels 8 utilizam apenas a versão Nano do modelo.

Relembre o lançamento da Galaxy AI

Com informações: Gizmochina e Android Police

Receba mais sobre Gemini (LLM) na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados