Produção mundial de smartphones cai 10% no primeiro trimestre

Avanço da COVID-19 paralisou fábricas e afetou seriamente produção mundial de smartphones nos três primeiros meses de 2020

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Samsung Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra - Hands-on

Todo mundo já sabe (ou imagina) que a produção mundial de smartphones caiu por conta do avanço da COVID-19. Mas, quanto? Um relatório divulgado pela TrendForce nesta quinta-feira (30) aponta para um preocupante declínio de 10% durante o primeiro trimestre de 2020.

O número de smartphones produzidos no período foi de quase 280 milhões de unidades. Não deixa de ser uma quantidade expressiva, mas ela corresponde ao menor patamar do segmento em cinco anos para o período.

Um conjunto de fatores responde por essa queda. Fábricas foram paralisadas em atendimento às medidas de isolamento social e quarentena, outras foram atingidas por atrasos nas entregas de componentes, algumas tiveram redução de mão de obra e assim por diante.

Curiosamente, a empresa que lidera o setor foi pouco afetada pela crise da COVID-19: a Samsung fechou o primeiro trimestre respondendo por 65,3 milhões de unidades produzidas.

Isso porque os problemas de produção afetaram sobretudo a China, mas as principais linhas de montagem da Samsung estão localizadas no Vietnã e Índia. Em função disso, a companhia conseguiu escapar ilesa. Ou quase: apesar de ter mantido a liderança do setor, a Samsung teve que diminuir parte da sua produção por conta do avanço do coronavírus na América do Norte e Europa.

Segunda colocada, a Huawei conseguiu fabricar 46 milhões de smartphones no primeiro trimestre. A maior parte dessas unidades é comercializada dentro da sua casa: a China. Como a companhia tem uma presença muito forte nesse mercado, os transtornos causados pela COVID-19 não abalaram gravemente os seus números.

Na terceira posição com 37,9 milhões de iPhones fabricados, a Apple viu a produção da linha cair 8,7% nos três primeiros meses de 2020. Ao contrário da Samsung, a companhia depende de fábricas chinesas para colocar o iPhone no mercado. A Apple acabou sendo fortemente afetada pelas paralisações na China, portanto.

Ranking de produção (1º tri 2020) Market share Unidades produzidas
1. Samsung 23,3% 65,3 milhões
2. Huawei 16,4% 46 milhões
3. Apple 13,5% 37,9 milhões
4. Xiaomi 8,8% 24,5 milhões
5. Oppo 8,6% 24 milhões
6. Vivo 8,2% 23 milhões

Nas estimativas da TrendForce, o segundo trimestre de 2020 deve superar o primeiro com 287 milhões de smartphones produzidos. No entanto, esse número representará, se confirmado, uma diminuição de 16,5% na comparação com o mesmo período do ano passado. Será a maior queda proporcional já registrada em um trimestre.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados