Samsung deixará de fabricar telas LCD para focar no OLED

Divisão de telas da Samsung irá interromper produção de LCD até o final de 2020; focos serão OLED e pontos quânticos

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
TV 8K Samsung Q900R

A Samsung Display, divisão de telas da empresa sul-coreana, anunciou nesta terça-feira (31) que deixará de fabricar telas LCD até o final de 2020. Os painéis são atualmente produzidos em quatro fábricas localizadas na Coreia do Sul e na China. O objetivo é focar na tecnologia OLED, após uma queda na demanda pelas telas de cristal líquido.

À Reuters, um porta-voz da Samsung informa que uma das linhas de produção de LCD na Coreia do Sul será convertida em uma fábrica de painéis de pontos quânticos (QD), como parte de um investimento bilionário para os próximos cinco anos. Outra fábrica de LCD no país de origem da Samsung já havia sido paralisada; a empresa ainda não informou qual será o destino das unidades fabris na China.

QLED, só que OLED

Mas espere: sempre deixamos claro que as atuais TVs de pontos quânticos da Samsung (QLED) são, no final das contas, painéis LCD aprimorados, que tendem a mostrar pretos mais profundos e cores mais precisas devido a uma camada extra de nanocristais. Qual é a mudança, então?

O ZDNet explica que as próximas investidas da Samsung no segmento de TVs premium continuarão nas telas de pontos quânticos, mas baseadas no OLED em vez do LCD. Na prática, elas serão bem mais parecidas com as telas AMOLED que a própria Samsung utiliza em seus smartphones e nas TVs OLED da LG (e aí eu quero ver como o marketing da Samsung vai trabalhar com o burn-in, que sempre foi utilizado para atacar a conterrânea).

No futuro, a Samsung também planeja lançar telas de pontos quânticos autoemissivos, que se assemelham ao OLED, mas têm eficiência energética superior e vida útil estimada em 1 milhão de horas. Essas TVs QD, no entanto, não devem se popularizar antes de 2025. E o QD ainda deve competir com o MicroLED, outra nova tecnologia que também engatinha no mercado doméstico.

Nada muda até o final do ano, já que a Samsung deverá continuar produzindo telas LCD para os clientes e para suas próprias TVs. Depois, não sabemos exatamente qual será o destino das TVs LCD básicas da marca — mas elas deverão continuar na linha, já que a Samsung investiu recentemente em uma fabricante chinesa de LCD.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados