Twitter está devendo uma única empresa em quatro países

Empresa de infraestrutura atendeu o Twitter em quatro países e não recebeu o pagamento em nenhum lugar; rede social agora é processada por dívida de mais de R$ 3 milhões

Felipe Freitas
Por
Twitter
Tá chovendo dívida para o Twitter (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O Twitter “ganhou” mais um processo por causa de dívidas que estão se acumulando. A rede social é acusada de dever o equivalente a mais de R$ 3 milhões em reformas de seus escritórios em Dublin, Londres, Sidney e Singapura. A autora do processo é a Facilitate Corporation, empresa de arquitetura especializada em espaços de trabalho com sede na Austrália.

A Facilitate diz no documento que realizou serviços de instalação de sensores (Dublin e Londres), mudança (Sidney) e reforma (Singapura). A companhia é mais uma de seis que processam a rede social por débitos não pagos. Na lista de companhias que foram à Justiça para que o Twitter “pague o que deve” (como diria Seu Barriga) está até mesmo a Coroa Britânica.

Empresa acusa Twitter de ignorar seus contatos

De acordo com o processo aberto pela Facilitate, o Twitter não explicou para a empresa o motivo de não pagar a conta de US$ 665 mil — a plataforma estaria apenas ignorando os contatos da Facilitate, incluindo as intimações.

Facilitate tem escritórios em diversos países e atende empresas famosas como Uber, Zoom e até a Meta (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Facilitate tem escritórios em diversos países e atende empresas famosas como Uber, Zoom e até a Meta (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

O processo informa ainda que o Twitter não está pagando as suas dívidas devido à “crise financeira instantânea” que surgiu após Elon Musk assumir o comando da plataforma. A Facilitate diz ainda que decisões tomadas pelo dono da rede social afastaram os anunciantes, o que, consequentemente, levou o Twitter a interromper o pagamento de fornecedores.

Como esperado, o Twitter não se pronunciou sobre o caso. Qualquer contato com o email da assessoria de imprensa gera uma resposta automática de um emoji de cocô.

Twitter está sem pagar alugueis e pode ser despejado

E tanta coisa acontecendo no Twitter de Elon Musk que noticiá-las chega a ser difícil (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)
Enquanto o passarinho fica na gaiola, funcionários são despejados (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Quem está acompanhando as notícias sobre o Twitter desde a venda para Elon Musk está ciente dos casos de dívidas. A maioria delas envolve o não pagamento de alugueis. A rede social não pagou os alugueis dos escritórios em Oakland, Boston, Seattle, Londres, Cingapura e de salas em São Francisco.

Em junho, escritório do Twitter em Boulder, Colorado, sofreu uma ação de despejo. As dívidas da rede social com proprietário do espaço passava de US$ 968 mil (R$ 4,6 milhões em conversão direta).

A Bloomberg, em contato com os autores dos processos, divulgou que o Twitter pagou a dívida com o escritório em Londres. Já o proprietário do local em Oakland desistiu da disputa judicial.

Com informações: Forbes e CNN

Relacionados