Windows 11 poderá controlar as luzes RGB dos seus acessórios gamers

Configurações seriam básicas, mas já facilitariam o uso para iniciantes nas brincadeiras de luzes RGB; Microsoft não oficializou a novidade

Ricardo Syozi
Por
Teclado com RGB (Imagem: Unsplash / Bestami Sarıkaya)

Para os PC gamers apaixonados por personalização, a Microsoft está preparando uma bela novidade. A companhia estaria trabalhando para permitir que o Windows 11 consiga controlar luzes RGB de acessórios nativamente. Isso quer dizer que os usuários não precisariam mais usar aplicativos de terceiros para criar efeitos bacaninhas em seus teclados, mouses ou outros periféricos.

Atualmente, se uma pessoa quiser curtir luzes diversas em seus acessórios de computador, ela precisa usar programas de marcas como Razer ou iCue. Eles permitem um alto nível de customização para deixar a experiência de um jogo o mais singular possível.

No entanto, parece que a Microsoft decidiu se mexer nesse quesito.

O usuário do Twitter chamado Albacore percebeu que novas configurações surgiram na build de teste pública 25295 do Windows 11. Assim, os recursos para integrar controle de RGB estão presentes. É possível notar a opção de comandar o brilho, efeito de luz, velocidade do efeito e tipo de cor, além de sincronizar tudo com as cores de destaque do SO.

Tudo básico, sem dúvida, mas que já dá a entender que a empresa de Redmond pretende oferecer a ferramenta de maneira nativa no sistema operacional.

Vale destacar que as especificações surgiram em uma versão de 2018, ou seja, já que elas ainda estão presentes, tudo leva a crer que as ideias não foram canceladas.

A Microsoft ainda não confirmou ou anunciou nada sobre o assunto, mas eu não duvidaria de que a novidade não está longe de dar às caras.

PC Gamer é opção para jogadores mais exigentes

Fazer parte da chamada Master Race pode ser empolgante, mas bastante custosa. Ao invés de simplesmente adquirir um console como o Xbox Series, PlayStation 5 ou Nintendo Switch, a pessoa busca pelas melhores configurações e características que seu bolso permite.

Além disso, não basta apenas comprar o computador mais caro, é preciso saber exatamente o que você quer fazer com ele e o que quer jogar. Conhecer programas relevantes para um PC Gamer também se faz necessário. Preços podem variar dependendo da placa de vídeo, armazenamento interno e memória RAM, por exemplo.

É fácil encontrar opções com preços entre R$ 4 mil e R$ 14 mil. Contudo, a pesquisa é um ponto importante. Fazer parte de comunidades ou de grupos como o Achados do Tecnoblog ajuda nessas situações, pois os membros sempre procuram os melhores preços nos itens.

Você é do time computador ou console?

Com informações: The Verge.

Relacionados