Motorola Edge 30 Ultra em mãos: muitos megapixels e atualizações de Android

Com câmera de 200 megapixels, Motorola Edge 30 Ultra promete tirar fotos de qualidade e possui ficha técnica com Snapdragon 8+ Gen 1

Bruno Gall De Blasi
Por
Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Direto de Buenos Aires – A Motorola renovou o seu catálogo de celulares com a chegada do Motorola Edge 30 Ultra. Anunciado nesta quinta-feira (8), o smartphone chama a atenção principalmente pela sua câmera tripla de 200 megapixels (!!!) e a ficha técnica avançada com o Snapdragon 8+ Gen 1. Eu brinquei com o lançamento na Argentina e conto as minhas primeiras impressões a seguir.

Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Senhoras e senhores, a câmera de 200 MP

A Motorola investiu em peso na câmera do Edge 30 Ultra. Comecemos pelo sensor principal, representado pelo Isocell HP1, que possui resolução de 200 megapixels. O número impressiona, mas isto não significa que você vai tirar fotos com toda essa dimensão.

O celular da Motorola oferece uma técnica chamada pixel binning. Esta solução unifica quatro pixels ou mais em um, com a promessa de oferecer imagens com mais detalhes e uma absorção de luz melhor. Neste caso, o smartphone junta 16 pixels em um para tirar fotos de 12,5 megapixels.

A promessa não é em vão. Nos meus testes preliminares, o smartphone não só aproveitou bastante a iluminação natural do ambiente como apresentou equilíbrio nas cores. É o caso de duas fotos que tirei no Teatro Colón e em um restaurante localizado em Buenos Aires, capital da Argentina:

Foto do Teatro Colón feita com a câmera principal do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Foto do Teatro Colón feita com a câmera principal do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Foto de um restaurante em Buenos Aires feita com a câmera principal do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Foto de um restaurante em Buenos Aires feita com a câmera principal do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Claro, é preciso realizar mais testes para apurar o verdadeiro poder da câmera. Todavia, os testes preliminares já apontam o potencial do celular. O mesmo é dito aos demais componentes, como o sensor de 50 MP para ultrawide e macro e a câmera de 12 MP com lente teleobjetiva.

Foto do Teatro Colón feita com a câmera ultrawide do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Foto do Teatro Colón feita com a câmera ultrawide do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Foto em Buenos Aires feita com a câmera teleobjetiva do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Foto em Buenos Aires feita com a câmera teleobjetiva do Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

A câmera frontal tem 60 megapixels com foco fixo. Da mesma forma, o sensor não tira fotos com essa resolução e utiliza o pixel binning. Mas o componente capturou imagens satisfatórias mesmo em ambientes com pouca iluminação – mas, novamente, é preciso realizar mais testes para determinar um resultado final.

Selfie feita com o Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Selfie feita com o Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Ficha técnica avançada com Snapdragon 8+ Gen 1

A Motorola também deu uma atenção especial à ficha técnica. Além do processador Snapdragon 8+ Gen 1, o mais poderoso da Qualcomm até o momento, o celular tem 12 GB de RAM. Ou seja, potência não falta aqui, inclusive para jogos.

É claro que a performance só é medida com testes mais aprofundados. Mas logo de cara dá para sentir fluidez ao transitar entre apps. Especialmente com a tela de 144 Hz ativada, que pode ser ajustada automaticamente com auxílio de inteligência artificial.

O celular também possui armazenamento de 256 GB. Este espaço é bem generoso para um celular que possui um conjunto fotográfico de ponta, pois permite gravar muitos vídeos e tirar várias fotos. Os usuários ainda podem instalar bastante apps e jogos no celular sem muita preocupação.

E por falar em preocupação, o lançamento possui uma bateria 4.610 mAh. Mas o destaque fica pela recarga de 125 watts, que, segundo a Motorola, é capaz de oferecer energia para um dia inteiro de uso com apenas sete minutos na tomada. O smartphone ainda tem carregamento sem fio de 50 watts.

Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Tela grande, curvada e confortável

O Motorola Edge 30 Ultra traz um design premium. Além da tela com as laterais curvadas, a solução também aparece na parte de trás, o que confere mais conforto ao utilizar o celular. O modelo também é bem fino e leve, ao ponto de eu esquecer que estava no meu bolso.

O acabamento é bem bonito. Durante a apresentação dos produtos, tive acesso às unidades branca e preto, ambas com um acabamento fosco. O “problema” se encontra no relevo da câmera traseira, que me fez pensar imediatamente em arranjar uma capinha para deixá-lo mais protegido.

A tela mede 6,7 polegadas e possui resolução Full HD+. Aqui também cabe elogios, pois o painel pOLED oferece cores vivas e com um contraste bem forte. Além disso, o lançamento possui Dolby Atmos para oferecer uma experiência imersiva ao assistir vídeos pelo celular.

Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Pronto para o 5G e três atualizações do Android

Durante o anúncio, a Motorola destacou que o Motorola Edge 30 Ultra é “5G Full”. Isto significa que o celular se conecta tanto ao 5G DSS quanto ao 5G SA e NSA. Ou seja, basta ter sinal e aproveitar as redes de quinta geração, que já estão disponíveis em algumas capitais do Brasil.

Mas é importante ressaltar que a Motorola prometeu três atualizações do Android ao celular, que sai da caixa com Android 12. Já em relação aos pacotes de segurança, as correções serão distribuídas por quatro anos. Uma política louvável, e que deixa o smartphone no páreo de um de seus concorrentes: o Galaxy S22 Ultra.

Os demais modelos também terão uma política mais amigável. Mas não será igual, pois o Edge 30 Fusion e o Edge 30 Neo só receberão duas novas versões do Android. Uma pena, pois são dois celulares com capacidade de sobra para aguentar três atualizações do sistema operacional – e, dependendo, até mais.

Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Motorola Edge 30 Ultra (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Edge 30 Ultra já está à venda no Brasil

O Motorola Edge 30 Ultra foi apresentado nesta quinta-feira (8) ao público brasileiro. O celular já está à venda nas lojas do Brasil por R$ 6.999 em duas opções de cores: branco e preto.

A companhia ainda revelou mais dois celulares. O Motorola Edge 30 Fusion é uma opção mais simples, mas não deixa o poder de fogo de lado. Já o Motorola Edge 30 Neo se destaca pelas cores Pantone e tem ficha técnica intermediária.

Tecnoblog viajou à Argentina a convite da Motorola.

Motorola Edge 30 Ultra – ficha técnica

Motorola Edge 30 Ultra
TelapOLED de 6,7 polegadas com resolução Full HD+ (2400 x 1080 pixels) e taxa de atualização de 144 Hz
RAM12 GB
Armazenamento256 GB
ProcessadorQualcomm Snapdragon 8+ Gen 1
Câmera traseira– principal: 200 megapixels (f/1,9 e OIS)
– ultrawide e macro: 50 megapixels (f/2,2)
– teleobjetiva: 12 megapixels (f/1,6 e zoom de 2x)
Câmera frontal60 megapixels (f/2,2)
Bateria4.610 mAh, recarga com fio de 125 watts, sem fio de 50 watts e carregamento reverso de 10 watts
Sistema operacionalAndroid 12
ConectividadeUSB-C, 2G, 3G, 4G, 5G, Wi-Fi 6E, Bluetooth 5.2, NFC e GPS
MaisDolby Atmos, leitor de digitais na tela, RAM Boost, Ready For e Edge Lights
Dimensões161,76 x 73,5 x 8,39 mm
Peso198,5 gramas
Coresbranco e preto