Ir para o conteúdo.

Início » Open Source » Canonical quer dominar o Brasil

Durante 12º Fórum Internacional de Software Livre (também conhecido como Fisl), representantes da Canonical comentaram sobre seus planos de dominação mundial, e ao que tudo indica o Brasil (e mais dois continentes à sua escolha) fazem parte desses planos.

Embora já esteja em pelo menos um milhão de computadores no Brasil (um número que parece expressivo, mas pequeno se comparado ao númerototal de máquinas), os planos da Canonical para o Brasil incluem aumentar (muito!) a base de usuários.

Os pinguins querem invadir nossa praia

Jon Melamut, vice-presidente de Serviços OEM e Produtos da Canonical, esteve no Fisl acompanhado de outros membros da empresa. Em meio às palestras, comentou sobre a participação dos planos da Canonical para o Brasil: a ideia é utilizar contratos com o governo e também parceiras para distribuição OEM com empresas brasileiras para aumentar cada vez mais o uso da distro no país.

Ainda segundo Jon, o Brasil corresponde hoje à 5% do total de sistemas Ubuntu (e suas distros variantes) instalados no mundo.

O que é mais interessante: desses 5%, metade são instalações feitas a partir de contratos com o Ministério da Educação. Se considerarmos 1 milhão de instalações no total, pelo 500 mil máquinas com Ubuntu são usadas por jovens no país. Ou seja, milhares de crianças e adolescentes tem seu primeiro contato com Linux ainda na escola.

Além do MEC, outras empresas e entidades do governo que usam o Ubuntu incluem o exército, o Serpro, a Locaweb e o Buscapé.

Com Informações: Blog do André Gondim

99 Comentários (Deixe o seu!)

  • rafaelhbarros

    Toma, desda escola. Perfeito. amei. quero.

    • Alex

      Nossa velho, tem cara que começa a beber desde cedo no meio do expediente, só muito alcolizado pra fazer um comentário tão sem sentido assim.

      • John

        Usuário de mac…

        • Matheus Wichman
          79c

          Tá certo que o Chrome corrige muito bem as palavras, mas não devemos seguir a risca seus conselhos.

        • Marcelo Carvalho

          @John Usuário invejoso…

          • Demonisch

            @marcelo usuário homosexual.

          • @brunogdb
            4239c

            @Demonisch Usuário invejoso

  • Acho a intenção louvável, mais se continuarem a liberar distros instáveis igual foi a 11.04 vai ficar difícil.

  • CaioBarbas

    Só utilizo o Ubuntu no note, pois é bem mais leve e prático. Mas não substitui totalmente o Windows.

    • Humberto Gomes

      Depende do tipo de uso de cada um. Acho que substituiria bem para muitos.

    • Ramon Melo
      1033c

      Infelizmente. Bem que eu queria usar só o Ubuntu, mas a Adobe e a Sony ficam atrapalhando a minha vida…

      • Tadeu

        Fico na mesma, já fui e voltei várias vezes.

      • Gustavo Denes

        Mesmo sentimento, atualmente sóm utilizo Ubuntu, mas vou ter que acabar instalando o Windows. Legal essa iniciativa, ao menos vai poupar o dinheiro dos cofres públicos (real intenção), de qualquer forma vai ser positiva.

    • Adriano langaro

      Pra mim substituiu muito bem. Todas as mihas ferramentas de desenvolvimento funcionam, e sãoi mais rápidas no ubuntu 11.04 que no Windows. Só precisa sair da zona de conforto e tentar aprenser coisas novas. Novas e melhores!

  • Se continuarem a soltarem distros instáveis igual a 11.04, vai ficar difícil!

  • Pelo menos meu PC de casa ela domino!

    • Matheus

      Heey, dominó não é aquele jogo, com várias peças?? (dominou, hehe :P)

  • a canonical apresentou no fisl um dock para atrix, que roda ubunto. muito interessante

  • Locaweb e Exército Brasileiro… dois ótimos cases pra eu continuar usando Windows e Mac OS. =)

    • @austonrd
      21c

      Infeliz comentário. Você tem a licença do seu windows ou é pirata ? e o Office pagou quanto ou é pirata também ?

      • Tenho licença, não uso Office. ;-)

    • Gabriel

      Seu comentário seria um case de como não comentar besteiras?

    • Insunuações sobre uma possível má qualidade do Ubuntu é cair no ridículo. Ubuntu é excelente e isso não há o que discutir.

      Se gosta tanto de “cases”, vá ao site da Canonical e veja quem são os seus clientes.

      • Gosto do Ubuntu, uso em casa, sou a favor, mas essas insinuações não são tão ridículas não. Existem sim arestas a aparar, e não tão poucas quanto eu gostaria.

        O 11.04, a propósito, introduziu uma nova safra de bugs que acredito que só vai estar rodando 100% no próximo LTS.

        • ricardo
          464c

          A cada melhoria feita no sistema, como ocorreu na versão 11.04, surgem novos bugs. Então as pessoas testam e os bugs são corrigidos até a versão estável. Então, se quer usar o ubuntu sem tantos bugs, use apenas as versões LTS, afinal é isso que se supõe que os usuários comuns irão fazer.

      • Não insinuei possivel má qualidade do Ubuntu, portanto, não caí no ridículo. Gosto de cases sim, e acabei de ver os do site da Canonical como vc sugeriu.

        Após essas considerações, continuo achando que Locaweb e Exército Brasileiro não são motivos pra me fazer usar o Ubuntu (como eu disse no comment). =)

  • bawlaw
    1013c

    nesses ultimos anos as distros melhoraram muito.
    tem que partir para a publicidade mesmo..
    mas o que falta ainda é uma interface mais amigavel para o libreoffice.

    • Gabriel

      Concordo, o LO já é bom, mas falta algo mais intuitivo.

    • Matheus Wichman
      79c

      O esquema é copiar a concorrência, se o Office faz sucesso por que não copiar sua interface?

      • bawlaw
        1013c

        não digo copiar a interface ribbon do MSOffice e sim desenvolver uma interface mais intiutiva (essa velha interface à la 2003 já esta ultrapassada)
        só procura no google por “LibreOffice UI” que voce vai ver diversas mock-ups feitas por usuários.

    • Amigos, quero lembrar a todos que o Linux não é como a Microsoft ou **coff** **coff** a Apple **coff** **coff**, em que vocês apenas instalam o sistema, e ficam passivamente reclamando de que ele tem bugs, que o visual não é bom, que faltam recursos, etc.

      Volta e meia quando falo de algum programa novo ou até mesmo uma distro atualizada, lembro que é perfeitamente possível a qualquer um aqui ajudar. “Pô, mas eu não sei programar…”. Vocês podem ajudar com layout, com tradução, com testes de usabilidade, reportando bugs, e afins.

      Lembrem disso da próximas vez que vocês comentarem que X é cheio de bugs/feio/complicado. Vocês podiam ter ajudado a deixá-lo melhor. :)

      • Vivo falando que o pessoal do TB puxa saco da Apple, mas o Paulo mandou bem neste último comentário. Parabéns!

      • Ramon Melo
        1033c

        Eu gostaria de ajudá-la, mas ela não deixa. Cadê os aplicativos pagos? Cadê a loja de músicas? Se ela considerasse o Brasil como um mercado viável, já teria torrado uma grana com ela.

        • Acho q com a nova versão da Central de Programas, que promete muito, os aplicativos pagos começaram a sair mais, ter mais opções.

        • O Ubuntu tem sim loja de músicas. Quanto a apps pagos, também acho que ta em falta. Também acho que falta um MSN decente pro Linux

      • bawlaw
        1013c

        não sei programar e não sei desenhar muito bem…
        mas ve lá no Ubuntu brainstorm, to lá pelo menos dando ideias do que melhorar e votando nas ideias que gostei.
        ve la no bugprint.. todo bug que eu detecto eu jogo lá xD

        cada um fazendo o que sabe. eu sei criticar (no bom sentido), é o que tento.
        abraço xD

  • Aqui em casa ele ja domina meu pc Ubuntu e foda!

  • gokernel
    372c

    @Paulo G. , “presentantes da Canonical comentaram sobre seus planos de DOMINAÇÃO MUNDIAL, …”

    Dominação Mundial com Linux para desktop ? … ahaaahazaha.

    Do jeito que anda a política da MicroSoft, eles(canonical) é que vão pagar para o governo usar.

    Esses caras da Canonical são bem humorados, gostei do senso de humor deles. ;)

    Gokernel.

    • Fico imensamente feliz quando os leitores entendem as piadas que coloco no texto. Me dá uma paz.

  • gokernel
    372c

    Corrindo:
    @Paulo G. , “representantes da Canonical … ”

    Gokernel

  • ArthurBoeck

    Estive na fisl, e realmente a canonical estava bombando la…
    Havia um net, com um SO pronta para a nuvem, apesar de estar em andamento, me interessou muito…entre outros coisas que eles revelaram na fisl.

    Apesar disto, estavam entregando diversos brindes, desde mouses à adesivos e mochilas da Ubunto…e obviamente o propório SO.

    Até pensei em trocar do meu XP para o Ubunto…heheheh

  • Edubuntu nas escolas seria uma boa, ainda mais se colocarem os repositórios do MEC. Quem ganha é a educação.

    • Denis
      841c

      Sim é até legal linux nas escolas, mais eles colocam distros podres educacionais, além de q os pc’s da minha escola veio com linux, minha professora não sabia mexer em linux, colocou XP pirata e pronto. Conclusão: Adianta instalar linux se seus professores nem sabe usar Windows direito ?.

      • Isso é outra questão. É problema de treinamento. Se colocar “Windows pirata” o ensino vai ficar igualmente comprometido por falta de treinamento.
        Geralmente o problema está nos estados. Governo federal distribui computadores e o responsável por sua manutenção e utilização é o governo do estado.

        • Denis
          841c

          Sem dúvidas. Mais são os professores desqualificados que comandam as salas de aula, ou seja linux raramente tem espaço.

          • bawlaw
            1013c

            quem em sã conscientcia iria querer se qualificar para continuar na mesma? os professores no Brasil são extremamente desvalorizados, tanto financeiramente quanto em importancia.
            em outros países os professores são considerados os mais importantes e recebem bem para exercer um bom serviço.

            ou seja.. no final a culpa do Estado que não valoriza o professor.

  • Se não fosse os jogos, eu já tinha migrado em definitivo pro Ubutu há tempos… Aí eu pensei: “poxa, vou dedicar o notebook pro linux”. Aí comprei um Macbook, aí sim conheci um SO legal!

  • Denis
    841c

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk linux no Brasil ? Nunca, afinal a maioria dos usuários do Brasil nem sabem o que é antivírus, nem sabem formatar um computador, nem sabem instalar internet e vão saber instalar programas no linux ? quero ver.

    • Melhor se atualizar, o MITO da “dificuldade de instalar programas” não cola mais faz tempo.

      • Denis
        841c

        Bom eu uso linux as vezes e tive super dificuldade em instalar o Chrome. E não estou dizendo a mim, eu era até a favor do ubuntu pq a rede eu sabia instalar, mais minha professora não ou seja Windows XP.

        • Era só baixar seu respectivo pacote .deb (32 ou 64-bit) e dar 2 cliques. Ou mesmo baixar o Chromium, que é exatamente a mesma coisa, na Central de Programas.

          • Denis
            841c

            Ok, obrigado Guilherme Mac mais um conhecimento de Linux para mim ;).

          • É normal sentir dificuldades no começo. Quando se muda tem q aprender novos conceitos.

            Recomendo esse guia q fiz. É bem básico, pra quem tá começando mesmo:
            http://sinapseslivres.com.br/guia_linux/

      • Na verdade não chega a ser um mito. É falta de atualização mesmo. Faz tempo que a instalação de softwares no Linux é intuitiva, mas já foi bem enjoadinha há tempos atrás (muito tempo por sinal).
        Digo isso como entusiasta do Linux, cheguei a usar o Kurumin nos seus tempos áureos.

        • Também fui entusiasta Linux, também participei dos tempos fodásticos do Kurumin quando o Carlos Morimoto tocava a bagaça. Eram tempos muito bons. Cheguei a compilar o KDE inteiro com flags específicas pro meu processador. Bons tempos kkk

    • ricardo
      464c

      1 – Linux não precisa de antivírus.
      2 – O usuário que você citou é altamente trivial, e os programas que já vêm com o Ubuntu são mais que suficientes para ele.
      3 – Hoje é muito fácil instalar programas no Linux, especialmente no Ubuntu.

    • GraniZus

      Eu tb me considero um pessimista, mas, aquele que fracassou tentando, é maior do que o que desistiu sem tentar.

      Acredito que tanto faz Ubuntu, Mandriva, Mint, RedHat, Suse, tendo um bom suporte como o pessoal citou ai em cima, tendo treinamento, qualquer sistema pode dar certo. O que manda é dinheiro, e seria ótimo ver o governo torrando dimdim neste sentido, é menos grana parada, mais grana para a base (povo), e menos grana nos de-PUTADOS.

  • Ai os computadores chegam nas escolas municipais e estaduais e mandam tirar o Linux. Infelizmente falta fiscalização do MEC quanto a isso. Digo isso por já ter trabalhado em escolas municipais e ter visto muito isso acontecer.
    Além disso, os computadores do MEC utilizam uma versão modificada do Kubuntu, chamada Linux Educacional. Muito ruim por sinal.

    • Edubuntu.

  • Denis
    841c

    O Maior problema do Linux é na hora de instalar programas. Usar o terminal mata eu, fora q procurar um programa no linux é complicado quando n se encontra na loja de aplicativos.

    • Isso não existe mais há séculos. Usar terminal é a exceção, tão exceção que pra maioria das pessoas nem precisa passar perto:
      http://sinapseslivres.com.br/2010/11/mitos-sobre-linux/

    • Repositórios? apt-get? Simples assim.

      • bawlaw
        1013c

        não lembro a ultima vez que use apt-get..

    • Scheldon
      1c

      Já tem uns bons 3 anos que eu não abro o terminal.

    • Deve ser a terceira ou quarta pessoa só nesse post que fala que é dificil instalar programas no Linux. Isso até podia ser verdade uns dez anos atrás, quando qualquer instalação tinha ser via CD ou através de uma conexão discada vagabunda, mas hoje?

      Peguei uma máquina nova com Windows recentemente e fui instalar os programas de praxe: acessa um site, baixa, clica no ícone, responde que sim, você quer instalar o programa, e sim, tudo bem se ele fizer mudanças no seu computador, vai dando uns vinte next, aguarda a instalação, e repete para CADA programa.

      Aí fui fazer o mesmo no Ubuntu: Abre a Central de Programas, busca os programas, clica UMA vez em cada programa, e manda instalar. Dá até pra assistir um episódio de Kamen Rider OOO enquanto isso.

      Aí fui fazer o mesmo num Linux somente terminal: apt-get install programa programa programa programa . Simples, não?

      Óbvio, nem toda instalação Linux é tão simples quanto o Ubuntu, mas se você decidiu usar o Slackware, não pode reclamar que o Linux é dificil. A escolha é sua. :P

      • Denis
        841c

        Eu acho como instalar programas no linux dificil, mais agora depois de você me ensinarem ok. Mais pra um usuário novato em linux pode ter grandes dificudades.

        • Meu sobrinho não sabe instalar programas no Windows. Na verdade, ele mal sabe usar Windows.

          Se eu ensiná-lo primeiro a instalar programas no Linux, será que ele ainda vai achar a instalação do Windows mais fácil?

          É preciso sair um pouco da zona de conforto, pessoal.

          • ricardo
            464c

            Ensine a ele, Paulo. Tenha essa experiência.

          • Ramon Melo
            1033c

            Vale a pena mesmo, Ricardo. Vou contar a minha:

            Já instalei o Ubuntu e o WinXP no mesmo PC com uma usuária inexperiente, e fiquei observando para ver qual ela usaria mais.

            Ela usou o WinXP (era a primeira opção da tela de escolha de SOs) por umas duas horas, até tentar assistir um vídeo e o WMP não aceitar. Como ela não sabia instalar codec, achou que era problema do SO e foi para o Ubuntu.

            Ela estranhou a interface clássica do Ubuntu, principalmente em relação à falta de cores. A falta de ícones na área de trabalho também a deixou bem confusa. Mas o Ubuntu brilhou mesmo quando ela tentou abrir o mesmo vídeo e o player nativo baixou o codec, instalou e rodou o vídeo logo em seguida.

            Se ela, que nem sabia ligar o PC, conseguiu se virar no Ubuntu, qualquer usuário com a mente aberta também consegue.

  • Que bom. Será que o preço daqueles moletons lindos da Canonical Store ficarão melhores? Sempre quis um.

    Só não uso totalmente Ubuntu por dois motivos. Jogos e trabalho.

    • PS a Canonical deveria largar de mão esse Unity. Juro que estou tentando me acertar com ele, mas tá difícil.

      • Volta pro “Ubuntu clássico”. Estou usando ele mesmo gostando do Unity. O “Gnome puro” é bem mais rápido pra iniciar e pra desligar, além de gastar menos recursos do sistema.

        • Já fiz isso, mas fico imaginando se eu dei um piti e o subestimei. De qualquer forma tenho que aprender
          à usá-lo também.

      • Também odiei no início, mas me adaptei. É só a diferença que choca mesmo…

      • Ramon Melo
        1033c

        Eu gostei, só queria que ela fosse menos buguenta. O PC que eu estava usando pifou, então tive que voltar para o GNOME (o netbook engasga com o Unity).

        Espero que a versão 11.10 traga aceleração por hardware para as animações e efeitos do Unity.

    • Vc sabe se a Canonical Store entrega no Brasil?

  • marcoscs
    930c

    Eu tenho Ubuntu em dual boot com Windows já há anos e gostaria que o linux crescesse e saísse dos “guetos” pra ser um player relevante no mercado, mas pra isso faltam algumas coisas ainda, como:
    1- uma suíte decente pra competir com o Office – não, não me venham com Libre, por favor…,
    2-uma compatibilidade melhor com hardware – melhorou muito mas ainda tem muito chão pela frente, recentemente comprei uma multi funcional com wi fi e tive problemas de configuração, e tb com uma webcam. Com paciência resolvi mas usuário não quer ter paciência, ele quer ligar e sair usando.
    3-compatibilidade de programas – isso não tem uma solução de verdade, enquanto o mundo usar directx e dll’s não vai dar pra falar em programas compatíveis com linux. Wine e afins são remendos, não resolvem o problema, invevitavelmente tem que haver uma adaptação que passa pela mudança da cultura do usuário e isso gera resistências muitas vezes difíceis de serem quebradas,é mais fácil começar pela educação das crianças com o ambiente linux.

    • Gabriel

      Até concordo que o Microsoft Office é superior (apesar de não utilizá-lo, já testei o 2010 e está sensacional, mesmo). É indiscutível que, para algumas coisas, o Microsoft Office é mais fácil para obter o resultado desejado. Em outras, a imensa maioria das funções consideradas básicas, porém, obter o resultado é tão fácil numa quanto na outra.
      Mas dizer “não me venha com o LibreOffice”? Acho engraçado; utilizo recursos mais avançados do que 80% dos usuários de aplicativos Office e nunca senti falta do Microsoft Office. O LibreOffice é bom, sim, para realizar trabalhos, principalmente considerando que a maioria dos usuários finais (que fazem trabalhos escolares e da faculdade no PC, por exemplo) terão todos os recursos desejados no LibreOffice, seja no Linux, no Windows ou no Mac OS.
      E a vantagem, que eu particularmente acho, é a versão do LibreOffice para pen drives, que não necessita de instalação em outro computador que será utilizado. No caso dos slides ou de textos, por exemplo, é possível apresentar slides e digitar textos sem se preocupar se a outra máquina, como o computador do trabalho ou da faculdade, possui Microsoft Office instalado, muito menos com a versão instalada (vai que ainda utiliza Office 2003?). Para mim, quando descobri isso, foi um ponto positivo após passar por uma imensa decepção de projetar no PowerPoint 2007 e ter de apresentar no famigerado 2003 na faculdade.
      O que falta ao LO é ajeitarem aquela interface que causa rejeição (agora que os usuários, que tanto reclamaram do Ribbon anos atrás, hoje o veneram).
      Se não sairmos do comodismo de tentarmos aprender as outras suítes e até mesmo dar o feedback do que precisamos, nunca teremos um Office que realmente bata de frente com o da MS. Já vi gente recusar o LO só de olhar pra cara dele, aí já é demais… Agora, quem realmente utilizou e achou que não atende às necessidades, valorizo a opinião.

      E, só para pontuar, não falo isso como uma absoluta verdade. Utiliza quem quer o que achar melhor e necessário para o seu dia a dia. Utilizo o LO porque é de graça e supre as minhas necessidades. Utilizaria o MS Office numa boa se obtivesse uma licença gratuita (não vou piratear).

  • Van

    A canonical só vai conseguir “dominar” o Brasil quando este país dispôr de serviços de internet de qualidade e acessíveis a todos. Pois tudo no linux se basea na internet e a que usamos é uma piada.
    Isso não passa de um sonho distante, por mais evoluídos que estajam os serviços de pacotes .deb, o linux sempre vai precisar de alguma dependencia da internet para baixar seus programas.
    Já o windows… “10 real é o fotoshops na minha mão”…

    Linux -> Servidor
    Windows -> Desktop

    FATO

  • Athos Castro Moreno
    38c

    Isso não vai rolar.
    Linux é muito bom, tanto que eu usei por muito tempo e sou super fã, mas tem muito problema de compatibilidade. No meu notebook (que não é tão velho assim), nenhuma distro do Linux funciona por causa de uma treta no kernel atual (dá um bug no LiveCD e não dá pra instalar), e eu tenho amigos que já tiveram problemas parecidos
    Outra coisa importante que já disseram foi o Office, sendo que o LibreOffice/OpenOffice/BrOffice/OEscambauAQuatro simplesmente NÃO PRESTA em relação ao Microsoft Office.

    Gosto muito do Linux, principalmente do Ubuntu, mas pra rolar uma implementação no Brasil tem que mudar muita coisa.

  • @brunogdb
    4239c

    Excelente, mas também meio confuso. Ao ponto de vista do Brasil, deve-se haver 90% dos usuários que usam Windows (isso ao meu ponto de vista). Sim, grandes fatores (sendo que grande parte deve ser piratão, mas não vem ao caso).
    Bom vai ser que as pessoas vão entender o ponto de vista do Linux, conhecer novos sistemas, mas muitos julgarão como mais um sistema que não haverá nada (anos passam, o Linux ainda há fama dos sistemas dos nerds).
    É, eu que gosto de Linux, isto está sendo ótimo para mim.

  • Maykon

    Gostto do Mandriva , também do ubuntu, que bom se todos usasse um padrão de arquivo.

  • 7megas
    271c

    Vai ser divertido –’

  • Rodrigo
    765c

    Lá em casa dominou mesmo. Nos dois notebooks (Positivo e CCE, pra quem fala de compatibilidade), no desktop, usando uma multifuncional HP, e no home-theater pc, rodando videos a 1050p e emuladores de arcade.
    Tudo isso funcionando em rede, perfeitamente, sem precisar apelar pro shell pra fazer qualquer instalação. E sem ter que sair atrás de programas hackeados!

  • Dominar o Brasil? Tratando mal os visitantes do stand no fisl12?? Fiquei muito desapontado.. Só estavam dando atenção as empresas.. As meninas que estavam no stand pareciam ser obrigadas a dar atenção somente a quem estava com cracha de expositor ou palestrante.. E não foi só comigo.. #fail

    • Uai, os estandes são para empresas. :P

      • Rodrigo
        765c

        Vai ver ele pediu uma foto com as meninas e elas não quiseram #foreveralone

    • Adilson

      Olá
      Eu trabalho para a Canonical e fui um dos que estavam no estande. Eu realmente sinto muito se lhe pareceu que demos mais atenção a um grupo que a outros mas alguns fatores complicaram muito a nossa vida.
      - No estande tínhamos apenas 2 pessoas que falam Português comprometidas a ficar no evento e o local estava bombando, eu dei meu cartão a todos que não pude atender no momento para que me mandassem um email depois.
      - Muita gente vinha pedindo para olhar problemas que em notebooks. Infelizmente não havia maneira de fazermos isso no estande ou não conseguiríamos atender ao fluxo de pessoas que nos visitaram. Muitas eu atendi, quando as coisas estavam mais calmas (criei vários pendrives com o 11.04 pra quem tinha netbook) e para as outras, solicitei que fossem ao estande do ubuntu-br pois eles teriam melhores condições de ajudar no momento.
      - Apesar de ser um tema chato, infelizmente às vezes tínhamos que dar prioridade às empresas. São elas que nos sustentam e sustentam ao projeto e estes assuntos demoram para ser resolvidos em momentos eu tive que pedir a pessoas que retornassem mais tarde. Aos que assim fiz e se sentiram relegados, peço minhas sinceras desculpas.
      O que posso prometer foi que aprendemos com nossos erros e já estamos pensando em como melhorar para o próximo ano onde buscaremos uma integração melhor com a comunidade.

  • @trovalds
    704c

    O dia que uma upgrade do Ubuntu for totalmente “indolor” (aka não bugar) DE REPENTE eu volte a recomendar como distro Linux. NA verdade eu não recomendo linux pra ninguém. MUITO pouco usuário usa linux porque quer, a maioria esmagadora esbarra em ter acesso a um computador no trabalho, na escola ou seja lá onde for com linux. Aliás o que cansei de atender pessoas que compram computadores com linux pré-instalado não é “bolinho” (claro, pra migrar pro XP).

  • sdairponts

    eu acho ubuntu intuitivo, uma boa entrada no mundo linux. falta um suporte aos jogos mainstream (linux tem jogos,mas os do win são melhores)… claro que toda versão tem seus bugzinhos,mas eles lançam uma versão a cada 6 meses! veja o tempo que a microsoft lança cada versão do windows e quantos bugs a nelas…
    um truque para fazer uma instalação suave é fazer a instalação ligado em um cabo de rede e configurar para receber upgrades durante a instalação. melhora muito o reconhecimento de hardware.( já uso a anos em varias maquinas diferentes)
    faça uma busca por ubuntu perfeito e hamacher que vc acha scripts e guias para ajuste fino do ubuntu.

  • Sinto muito aos amantes dos softwares livres… mas lhe daria 40 anos ou muitíssimo mais pra que essas empresas “dominassem o Brasil” ou qualquer outro pais… essa não cola, o império M$ e Apple não acabariam assim tão fácil =P

  • wagner

    Esse assunto já cansou, cada um usa o que quer, Todas as empresas são criadas com o objetivo de dar lucros, então cada uma faz o que acha certo e os “clientes” usam ou não seus produtos……

  • Vinicius Kinas
    1099c

    Enquanto eu não puder configurar a velocidade de rolagem do mouse sem ter que fazê-lo individualmente para cada programa, ou editar um arquivo de configurações bem escondido, vai ser difícil, não?

    Quando fui procurar a resolução disso (que envolvia instalação de um pacote, e edição de um arquivo de texto pra configurar CADA programa), descobri que esse valor está fixo no gnome, e já tem uns 2 anos que ninguém mexeu.

    Até lá, o Ubuntu aqui fica como SO pra fuçar, e fazer alguns trabalhos da faculdade

    • bawlaw
      1013c

      manda sugestão para eles Vinicius.
      Ajude eles à te ajudar.
      se vc nao der a sugestão, ninguem vai poder adivinhar e te ajudar.

      http://brainstorm.ubuntu.com/
      só precisa saber um pouco de ingles… ou um bom tradutor

  • Anderson

    Boa iniciativa da canonical, só podia dar uma melhorada no nivel que deu uma caída no 11.04(assim disseram grande parte dos usuários) particularmente ainda não tive chance de testar essa versão, mais já vi muita gente reclamando do unity !

  • Jean

    Legal, muito boa ideia. Muitas pessoas ficam traumatizadas com Linux porque, quando compram um computador (a CCE por exemplo), é dada a elas uma distribuição mal-feita, instável. O Ubuntu e seus derivado (como o Kubuntu que eu uso) são distros muito boas. O consumidor sairá ganhando.

  • Boa estratégia.

  • Igor Matos

    Na Cultura Inglesa daqui de Olinda também é Linux.

  • Boa.
    Já procurei note com Linux e não encontrei…
    Só lembro do passado quando preciso editar vídeo. No mais o Ubuntu me atende com louvor.

Deixar comentário:

Leia | Política de Comentários.