Início » Software e apps » Internet Explorer cresce e recupera fatia de mercado

Internet Explorer cresce e recupera fatia de mercado

Firefox, Chrome, Safari e Opera perderam participação em março.

Por
2 anos atrás

O Internet Explorer perdeu muito mercado nos últimos anos com a popularização do Mozilla Firefox e o lançamento do Google Chrome, mas desde dezembro de 2011 está aumentando sua participação, de acordo com dados da Net Applications. O navegador da Microsoft fechou o ano passado com 51,87%, cresceu em janeiro e terminou março com 53,83%. Todos os principais navegadores — Firefox, Chrome, Safari e Opera — perderam mercado.

Ninguém ligou muito quando o Internet Explorer conquistou a preferência de alguns usuários da concorrência na virada do ano, mas a história vem se repetindo nos últimos três meses. O problema é que apenas a Net Applications revela um gráfico com tendência de alta — StatCounter e W3Schools mostram um avanço cada vez maior do Chrome. Para aumentar as discussões, a Microsoft afirmou publicamente que prefere os dados da Net Applications no blog oficial do Internet Explorer.

Internet Explorer começa a crescer, Firefox continua caindo e Chrome perde força.

No StatCounter o gráfico é bem diferente e mostra que o navegador do Google alcançará a liderança em dois ou três meses. De acordo com a Microsoft, os dados do StatCounter não são confiáveis porque também englobam páginas pré-renderizadas pelo Chrome (como a extensão Tecnoblog Notifier, que você certamente usa) e não são compensadas igualmente entre os países, diferente do método utilizado pela Net Applications. Além disso, o StatCounter considera cada acesso a uma página, enquanto a Net Applications apenas dá valor aos usuários únicos.

Não é difícil entender por que o navegador de Redmond está subindo — a Microsoft está investindo em vídeos para promover o Internet Explorer e… bom, os desenvolvedores estão trabalhando no motor de renderização e em novos recursos para apagar as péssimas lembranças causadas pelo Internet Explorer 6. Não as minhas, mas de muita gente.

Com informações: CNET.

Tecnocast

|

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha