Início » Aplicativos e Software » Firefox correndo atrás do Chrome: visualizador de PDFs nativo no navegador

Firefox correndo atrás do Chrome: visualizador de PDFs nativo no navegador

Não precisa mais baixar o pesadão Adobe Reader

Avatar Por

Temos o Internet Explorer sendo usado por muita gente – ele vem de fábrica no Windows. Em seguida aparecem o Firefox da Mozilla e o Chrome do Google na tentativa de aprimorar cada vez mais a experiência de navegar na internet. Há três anos, o Chrome adicionou um leitor de PDFs nativo, diretamente no browser, mas só agora a Mozilla conseguiu chegar a este mesmo patamar. O Firefox na versão 19, liberada nesta semana, finalmente inclui o recurso.

PDF no Firefox

PDF no Firefox

O leitor de PDFs nativo do Mozilla Firefox funciona no navegador em Windows, OS X e Linux. A interface é a mesma em todos os sistemas, pois a Mozilla sempre tenta reproduzir mais ou menos as mesmas características, não importa onde o usuário está ou que plataforma ele utiliza.

E qual a vantagem dessa visualização? Basicamente, mais comodidade para o internauta. Em vez de clicar num link que leva para um PDF, esperar o download e então abrir num aplicativo com esta função (provavelmente o lento Adobe Reader), o cara simplesmente clica no link e vê no próprio browser. Mais simplicidade.

Ver em tela cheia, salvar o documento e mostrar a miniatura das páginas estão entre os recursos do visualizador. Aquele basicão que faz toda a diferença. O Firefox ainda permite criar uma espécie de marcador para aquele trecho do documento em PDF que estamos lendo. Bacana para recomendar o link a alguém sem ter de falar "Ah, vai descendo até a página 57, depois do gráfico sobre o retorno de investimento nos últimos doze meses".

Curiosamente, neste aspecto o Firefox chega com muito atraso no mesmo patamar do Chrome. Em nossos registros encontrei uma notícia de março do ano passado informando sobre a vontade que a Mozilla tinha de colocar o leitor de PDFs – na versão 14 do navegador, cinco atrás da atual. Ainda que tenha demorado, é bom ver o pessoal da Mozilla implementando recursos que fazem a diferença no dia a dia, embora muita gente não perceba.

Fora a comodidade, tecnologias como essa costumam garantir mais segurança porque evitam a execução de macros e outros recursos que o formato de PDF permite, mas que abre brechas para invasão e contaminação de máquinas. A Mozilla não deu detalhes se usa, e como usa, o sandbox no leitor de documentos.