Nossa extensão alerta sobre ofertas falsas
e aplica cupons de desconto

Início » Brasil » Por preços não muito acessíveis, você já pode comprar monitores 4K no Brasil

Por preços não muito acessíveis, você já pode comprar monitores 4K no Brasil

Philips e Dell vendem telas Ultra HD, mas só para quem estiver disposto a gastar

Por
2 anos e meio atrás
A nova extensão do Tecnoblog está pronta.Baixe Agora!

monitor-4k-ultra-hd-philips

Campos do Jordão (SP) — A Philips convidou a imprensa para apresentar, na manhã desta terça-feira (15), o primeiro monitor 4K da empresa a ser vendido no Brasil. Com resolução de 3840×2160 pixels, o Brilliance 288P tem visor de 28 polegadas, alto-falantes integrados, conexões de sobra e definição altíssima. Ele já pode ser adquirido no Brasil, se você estiver disposto a desembolsar os 3.899 reais pedidos pela holandesa.

É estranho que a Philips, talvez a única grande fabricante que ainda não lançou TVs 4K no Brasil (Samsung, LG e Sony já vendem seus modelos Ultra HD aqui), seja uma das primeiras a anunciar um monitor 4K. Mas isso tem explicação: de acordo com a Philips, ainda não há muito conteúdo em 4K para ser visto nessas TVs. Basicamente, você tem House of Cards na Netflix, algumas transmissões experimentais com acesso bastante restrito e… acho que só.

Um monitor 4K, por outro lado, é voltado para um público não necessariamente disposto a consumir conteúdo, mas sim a produzir conteúdo, como os profissionais de foto e vídeo. Claro que nada impede alguém de comprar um monitor 4K simplesmente para assistir aos poucos vídeos Ultra HD disponíveis ou para ter mais espaço na área de trabalho, mas o preço muito alto ainda é um entrave para o usuário comum.

philips-brilliance-288p-4k

Falando do monitor, o Brilliance 288P trabalha em 3840×2160 pixels a 60 Hz, tem painel LCD com iluminação por LED capaz de exibir 1,07 bilhão de cores e possui tempo de resposta de 5 ms (que pode chegar a 1 ms com o SmartResponse) e contraste típico de 1.000:1 (máximo de 50.000.000:1 com o SmartContrast). Ele pode receber sinal de imagem por meio das entradas VGA, DVI, DisplayPort e HDMI (nem todas suportam a resolução máxima).

Na traseira, há duas portas USB 2.0, duas USB 3.0 e uma saída de áudio para fones de ouvido. Uma das portas USB (a amarela) é energizada o tempo todo, o que permite carregar um gadget de forma prática. Se você conectar seu computador ao monitor com um cabo HDMI, o som será ouvido nos dois alto-falantes, com 3W cada — também há uma entrada de áudio separada para quem quiser usar as conexões VGA ou DVI, que não transmitem som.

philips-288p-conexoes

O Brilliance 288P pode ser visto ao vivo no espaço que a Philips montou no Market Plaza, shopping sazonal em Campos do Jordão (SP) que fica aberto até dia 27 de julho. Lá também estão outras dezenas de TVs e monitores que a Philips apresentou há alguns meses.

Um dos motivos para o preço salgado de 3.899 reais, além da resolução altíssima e do fato de ser um produto de nicho, é que o monitor é importado. A Philips afirma que está verificando a aceitação do mercado. Se houver demanda, existe a possibilidade do produto ser produzido nas fábricas da TPV, em Jundiaí (SP) ou Manaus. No entanto, a empresa não arriscou dizer quanto seria a diminuição no preço com a possível produção nacional.

O editor viajou para Campos do Jordão a convite da Philips.

Outra opção: Dell P2815Q

dell-p2815q

Apesar de ser o primeiro monitor 4K da Philips no mercado nacional, o Brilliance 288P não é o primeiro monitor 4K a ser vendido no Brasil. Pesquisando um pouco, dá para descobrir que a Dell, há algumas semanas, de forma tímida, começou a disponibilizar no país o P2815Q, um monitor que também possui 28 polegadas e resolução de 3840×2160 pixels.

O Dell P2815Q é um monitor muito parecido com o Philips Brilliance 288P, tanto no tamanho, quanto na resolução, quanto nas especificações de contraste, brilho e tempo de resposta — eu não me surpreenderia se eles usassem exatamente o mesmo painel (mas não tenho como confirmar essa informação). As conexões também são muito parecidas, o que inclui aquela porta USB energizada para carregamento de smartphones e tablets.

A principal diferença é que, diferente do Philips Brilliance 288P, o Dell P2815Q não tem alto-falantes integrados — se você quiser som “embutido”, precisa comprar um acessório da própria Dell que é encaixado na parte inferior do monitor. Além disso, ele opera a apenas 30 Hz (metade do modelo da Philips). O preço é menor: neste momento, ele está custando 2.187 reais, pouco mais da metade do valor cobrado pela Philips.

Atualizado às 2h05 com a informação sobre a taxa de atualização do monitor da Dell. Obrigado, Jacques!

  • EFG

    Esse Samsung fez meu LG Flatron IPS225 parecer lixo… .___.