No mês passado, a Samsung anunciou que voltaria a vender o Galaxy Note 7 como um smartphone recondicionado (refurbished), após testes para garantir que a bateria deles não iria explodir. A empresa e a Anatel confirmam, no entanto, que o aparelho não será lançado no Brasil.

A Anatel diz ao Tecnoblog que “a regulamentação não prevê a homologação de produtos recondicionados”. Além disso, a agência fez uma reunião com representantes da Samsung na semana passada, para tratar de outros assuntos, e o gerente de certificação perguntou se a empresa planejava trazer o Note 7 no Brasil — mas “a intenção mencionada não se confirmou”.

A Samsung, por sua vez, explica que o Note 7 recondicionado será vendido apenas por algumas das subsidiárias que lançaram o smartphone. Como ele nunca chegou oficialmente ao Brasil, não o veremos por aqui.

A empresa diz em comunicado ao Tecnoblog:

Importante ressaltar que o Galaxy Note7 não foi comercializado no Brasil. No entanto, as subsidiárias que comercializaram o produto estão planejando gerenciar os smartphones Galaxy Note7 de forma segura e que minimize o impacto ambiental. Para tanto, estão trabalhando com organizações ambientais e órgãos regulatórios relevantes para garantir uma estratégia eficaz para os dispositivos Galaxy Note7, cumprindo com as exigências regulamentares locais.

Não é toda subsidiária da Samsung que vai vender o Note 7. A empresa confirmou que ele não será lançado nos EUA, nem no Canadá, nem na Índia.

No entanto, ele será lançado em algum lugar. Recentemente, um site do Vietnã vazou fotos do Galaxy Note 7R (recondicionado), com o número de modelo SM-N935 e uma bateria menor de 3.200 mAh. O modelo original tinha 3.500 mAh, mas seu design compacto demais aumentava o risco de explosões.

Não é garantido que o Note 7R realmente seja lançado no Vietnã. As fotos podem ter vazado porque a Samsung tem fábricas lá, e elas foram um dos centros de produção do Note 7 original. (A empresa responde por 20% de todas as exportações do país.)

Várias dúvidas sobre o Note 7 recondicionado ainda permanecem. Ele será lançado em quais países? Quais os testes que garantem a segurança do aparelho? Ele poderá ser levado em aviões?

A ideia da Samsung é dar um rumo ecologicamente sustentável para os milhões de smartphones coletados durante o recall. As unidades que forem perigosas serão recicladas usando processos para remover metais como cobre, níquel, ouro e prata. E alguns componentes – tais como semicondutores e módulos de câmera – serão destacados e utilizados para testes.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gabriela Sabatini
eu quero compra mais nao sei aonde achar
abraaocaldas
Porque você tem os componentes de hardware, espaço da caneta que não é somente o tamanho da caneta, tem os sensores dela e o mecanismo de ejeção. Recomendo ver o teardown do note 7 no ifixit.
Alberto Prado
Cara, acho que vc se perdeu. Quem disse que era 'melhor' fui eu. "É muito melhor vc fazer uma bateria fina e longa..." Ou seja, como o Note é mais longo, ele poderia, teoricamente, ter abrigado uma bateria mais longa. Mas não sei oq diabos a Samsung fez que não sobrou espaço pra isso.
abraaocaldas
Eu não falei que é melhor, eu falei que é MAIS DIFÍCIL. E é exatamente por isso que é mais difícil colocar muita capacidade na bateria do note do que na bateria do moto maxx.
Alberto Prado
Na verdade é muito mais difícil fazer é uma bateria mais grossa, pois vc vai ter mais aquecimento em uma área menor. É muito melhor vc fazer uma bateria fina e longa pra evita isso pelo que vi em um documentário. O ânodo e cátodo são enrolados como um rolo de papel higiênico de folha dupla separados por um terceiro material poroso não condutivo. Se você quer mais energia, ou vc enrola e a deixa grossa ou a faz com uma área maior. Mas é isso aí, tomara que a Samsung tenha aprendido a lição e tente não copiar a Apple no aspecto da espessura.
abraaocaldas
Descontando o tamanho da stylus e levando em conta que é muito mais dificil fazer uma bateria mais fina do que uma mais longa então não vejo onde o note tem vantagem.
Alberto Prado
Eles aumentaram a capacidade da bateria na última hora? Eu não fiquei sabendo disso. Só que o local onde ela ficava era "apertado" de mais. Pensei que desde o início eles já tinha isso em mente.
Alberto Prado
Mas precisamente 143.5 x 73.3 x 8.3 - 11.2 contra 153.5 x 73.9 x 7.9 mm do Note 7. Ou seja, o Note tem 1 cm a mais de comprimento e 0,6 mm a mais de largura (praticamente a stylus). Só perde da espessura 3,3 de diferença. Em termos de volume o Note tá em vantagem e ainda tem menos bateria. =s
vegbrasil
Só eu que ficaria interessado em comprar um Galaxy Note 7 recondicionado se o preço fosse bom? É um bom telefone, teve seus problemas resolvidos, só restaria o preço para definir a viabilidade.
abraaocaldas
Moto maxx tem 8.3mm - 11.2mm de espessura, note 7 tem 7.9 mm fora o espaço para caneta.
@Sckillfer

Ela tá esperando o lançamento do Note8 pra começar a vender o 7R ou o que? A Índia era a principal cotada pro lançamento e até lá não vai ser lançado.

Sckillfer
Ela tá esperando o lançamento do Note8 pra começar a vender o 7R ou o que? A Índia era a principal cotada pro lançamento e até lá não vai ser lançado.
@Sckillfer

Sendo mais grosso e não tendo uma stylus dentro. Mas o maior problema não foi nem a capacidade em si, mas sim exigir baterias de tal capacidade das fornecedoras aos 45 do segundo tempo, basta ver o quão besta foram as causas.

Sckillfer
Sendo mais grosso e não tendo uma stylus dentro. Mas o maior problema não foi nem a capacidade em si, mas sim exigir baterias de tal capacidade das fornecedoras aos 45 do segundo tempo, basta ver o quão besta foram as causas.
Alberto Prado
Como que a Motorola conseguiu coloca uma bateria de 3900 mAh no Maxx que tem um corpo menor que o Galaxy Note 7 sem problemas?
Exibir mais comentários