Início » Carros » Hyperloop, transporte do futuro, completa primeiro teste bem-sucedido em tubo de vácuo

Hyperloop, transporte do futuro, completa primeiro teste bem-sucedido em tubo de vácuo

Por
22 semanas atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Há alguns anos, o bilionário Elon Musk teve uma ideia: que tal criar um sistema de transporte baseado em tubos, com pods que atingem velocidade máxima de 1.200 km/h? Desde então, várias empresas vêm tentando tirar esse conceito do papel — e pouco a pouco, o Hyperloop se torna realidade.

A startup Hyperloop One construiu uma pista no deserto de Nevada, perto de Las Vegas, e realizou no ano passado seu primeiro teste em plena escala. Este ano, foi a vez de um novo teste: o veículo funcionou sem falhas em um ambiente de vácuo.

Segundo o The Verge, a Hyperloop One usou levitação magnética (ou maglev) para levar seu veículo de testes a 110 km/h, com aceleração de 2g (cerca de 20 m/s²). Graças ao ambiente de vácuo, ele viajou em condições semelhantes a um avião a 200 mil pés de altitude — a baixa resistência do ar permite atingir velocidades maiores.

Para tanto, a empresa usou o DevLoop, tubo com uma pista de 500 m que começou a funcionar em abril. O teste foi realizado em 12 de maio e divulgado hoje; confira o vídeo abaixo (a partir do ponto 2:15).

Agora, a empresa está entrando na próxima fase do projeto, com o objetivo de atingir 400 km/h ao longo de uma distância maior.

O Hyperloop tem dois elementos principais: os tubos elevados de aço, um para cada direção, que obtêm energia a partir de painéis solares; e os pods de alumínio que viajam a altíssimas velocidades.

A Hyperloop One também criou os pods para o sistema de transporte. Eles têm 8,5 m de comprimento e são feitos de alumínio estrutural e fibra de carbono. Segundo a empresa, os veículos são projetados para levar humanos e carga a velocidades quase supersônicas, através de propulsão eletromagnética e maglev.

As ambições da Hyperloop One são internacionais. Ela estuda conectar Dubai e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos; e tem uma proposta para ligar Finlândia e Suécia através de tubos. Vale lembrar que, mesmo sendo promissora, a tecnologia ainda está em testes e deve custar alguns bilhões, portanto deve demorar até virar realidade.

Com informações: Hyperloop One, The Verge, TechCrunch.

  • Icaro Souza

    podia colocar uma pessoa em uma cápsula individual e manda uma por 1

    • Tom

      Mais ou menos como no Futurama.

      • Krosna Terrestre

        Jetsons

        • ƦƠƊ Ơ’ƦƠƊ HƛƓƓƖƧ

          O lixo em algumas cidades do Japão. (se não me falha a memória!)

  • Adriano

    Novas tecnologias de transporte são sempre muito bem-vinda 👍🏻

  • Renan

    Aceleração em 2G gera desconforto?

    • Renan Araújo

      Creio que esse “g” não se refere à ação da gravidade nos passageiros, só ao valor aproximado dela na altura do mar, uns 9,8m/s^2, quase 10… Tipo convencionando uma unidade fora do SI… Acho que é isso

  • LuizF

    Me diz uma coisa. E tem tanto aço e imã pra esses negócios q vem fazendo?
    Já tão fazendo trilhos com ima. Imagina quanto vai. E ainda nos trem.
    Esses negócios vão acabar. E oq vão fazer?

    • Arthur Fortes

      Não precisa ser feito de imã, eletro magnetismo tá ai, uma mola de metal precisa só de energia pra gerar um campo elétrico. Agora metal pode faltar um dia, mas pra isso estão fuçando Marte.

  • FernandoCesarAssi

    O teste foi apenas aquele carrinho andando so uma pequena distancia como no vídeo???????
    Para isso toda aquela comemoração com champanhe, aplauso, etc ??????
    Uma mataria desse tamanho também?????
    Tem muita coisa errada.