Chefe da área de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos já havia adiantado que, em 2018, a companhia irá investir US$ 7 bilhões em produções próprias e licenciadas. Mas, durante uma videoconferência realizada no início da semana para investidores, a Netflix revelou que o valor a ser investido pode chegar a US$ 8 bilhões. A razão é uma só: tornar o acervo do serviço imbatível no mundo todo.

Stranger Things

Parece loucura investir tanto dinheiro em tão pouco tempo, ainda mais se levarmos em conta que a companhia ainda não opera no azul. Mas faz sentido quando analisamos a meta: a Netflix quer terminar 2018 com pelo menos 50% do seu acervo preenchido com produções originais.

Só de filmes são esperados mais de 80 novos títulos para o ano que vem. Na categoria anime — outra que vem recebendo bastante atenção por parte da companhia — serão cerca de 30 novas produções.

Para bater todos esses números, a Netflix tenta não depender apenas das produções americanas e britânicas. Haverá cada vez mais trabalhos de outras partes do mundo. A série brasileira Samantha é um exemplo: a ser lançada também em 2018, a produção contará a história de uma ex-celebridade mirim dos anos 1980 que tenta desesperadamente voltar à fama.

Netflix

É um caminho que a Netflix tem que percorrer se quiser continuar relevante. Com 104 milhões de assinantes e presença em quase todos os países, a companhia enfrenta cada vez mais dificuldade para licenciar conteúdo. Ora são distribuidores que fecham contratos de exclusividade com outros serviços, ora são produtoras que preferem investir em suas próprias plataformas de streaming, a exemplo da Disney.

As produções próprias previnem o esvaziamento do acervo da Netflix, mas também servem de chamariz. Séries como Stranger Things (cuja segunda temporada estreia no fim do mês), Orange Is The New Black e Narcos são tão bem avaliadas que conseguem, sozinhas, atrair assinantes.

Better Call Saul

Em entrevista ao Variety, o próprio Sarandos admitiu essa estratégia quando questionado sobre a decisão da Disney de priorizar uma plataforma própria: “temos que nos concentrar na criação de conteúdo que os nossos assinantes não podem viver sem”.

Reed Hastings, fundador e CEO da Netflix, fez discurso parecido em carta direcionada aos investidores: “nosso futuro depende de conteúdo original exclusivo, (…) que satisfaça os assinantes da Netflix e a sua grande variedade de gostos”.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

richardsonvix

Questão de sobrevivência.

Com todo mundo pulando fora para plataforma de stream própria o que vai sobrar para atrair?
Conteúdo original.

Netflix melhorou MUITO de alguns anos para cá, porque antes era só conteúdo Sessão da Tarde, voltar para ele é morte.

Richardson Dos Santos Neves
Questão de sobrevivência. Com todo mundo pulando fora para plataforma de stream própria o que vai sobrar para atrair? Conteúdo original. Netflix melhorou MUITO de alguns anos para cá, porque antes era só conteúdo Sessão da Tarde, voltar para ele é morte.
kaligunas
bit.ly/SANDROFILMES, adiciona o http na frente. 1600 filmes HD ou Full HD.
zoiuduu .
me fala uma lista boa? eu baixei uma aki, mas é tudo 360p pra baixo
kaligunas
Vai no Google play baixa listasiptv (esse mostra os links) e playlist (tu adiciona os links e executa nesse). Desculpa a demora, não acesso o disqus direto.
@cheesepaulo
A OI tem um ping nojento. Só compensa quem nunca jogou ou se quer liga pra velocidade. A NET por ser mais nova tem uma rede mais moderna, modens melhores e não faz traffic shapping. Eu moro no Acre, 15mb da net jogo de boas em servidores de SP, Até dos USA com ping entre 40 e 90ms. Quando tinha Oi, o menor ping era 90ms com picos de 300 até 500ms. Quem joga usa NET, GVT etc. Oi é pra quem só quer 'uma internet'.
zoiuduu .
como funciona isos ai? que site q e?
Anderson Carvalho
Se exclusividade resolvesse os problemas das plataformas de streaming, o Tidal não estaria tão ruim assim.
Gustavo75
Olá Kaligunas. Os novos episódios de Vikings começam no final de Novembro/17. Volto a assinar a netflix em Dezembro.
Paulo Pilotti Duarte
Não existe plano de fidelidade no atual cenário onde temos poucos players no mercado, porém, não seria muito absurdo imaginar que se isso for inchando e a concorrência aumentando a tendência é ter algo do tipo sim. Ou, o mais comum, termos planos de 12 meses por R$300 de uma vez (que é uma fidelidade escondida).
ricardopilatti
Não vai demorar muito e o único conteúdo que haverá na Netflix será só conteúdo original. Fiquei muito chateado ao descobrir que a série “Beauty and the Beast” e seus 57 episódios foram retirados do site, sendo uma série super atual ainda.
Alisson Seraggioto
O que interessa se a maioria dos conteúdos próprios dela são de medianos a ruins?
tuneman
cancela um e assina o outro.
johndoe1981

Continuem fragmentando os serviços de streaming, que o torrent vai comer solto.

Cássio Amaral
Continuem fragmentando os serviços de streaming, que o torrent vai comer solto.
Exibir mais comentários