A Netflix fez um lançamento diferente nesta quarta-feira (21): em vez de uma nova série original ou uma nova temporada, a plataforma de streaming revelou a fonte personalizada Netflix Sans. Ela será utilizada em toda a identidade visual da marca, mas também possui outras funções, como… economizar milhões de dólares por ano dos cofres da empresa.

A fonte Netflix Sans foi desenvolvida pelo estúdio Dalton Maag e deverá estar em capas de produções originais e telas de apps, por exemplo. A tipografia passa um aspecto “cinemático” nas letras maiúsculas e um visual “compacto e eficiente” nas minúsculas. Há alguns detalhes interessantes, como uma curva no “t” minúsculo, inspirada pela curva do próprio logotipo da Netflix, como nota o It’s Nice That.

Mas talvez o mais importante para uma empresa é que a Netflix Sans pode ajudar a Netflix a economizar dinheiro. Isso porque, quando uma companhia produz uma arte com uma fonte proprietária, ela precisa pagar os custos de licenciamento dessa fonte. No caso da Netflix, a fonte padrão era a Gotham, criada em 2000 e bastante utilizada em outras ocasiões, como na campanha presidencial de Obama.

Sem citar valores exatos, o chefe de design de marca da Netflix, Noah Nathan, conta ao It’s Nice That: “Com a natureza global dos negócios da Netflix, o licenciamento de fontes pode ficar muito caro. Desenvolver essa fonte não apenas criou um elemento próprio e exclusivo para a estética da marca, como também economiza milhões de dólares por ano para a companhia”.

Curtiu? Parece que o pessoal do financeiro da Netflix sim.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
Lukas Godoy
D' Carvalho

sans netflix = sem netflix!

Fagner Ribeiro

Eu não sei é livre, mas de longe a minha preferida é a Calibri

Juan Macial - DiarioJovem.com

Para homenagear o Brasil e os. brasileiros, acho que o melhor é usar gambiarras

John Smith

Fui meio irônico na minha colocação anterior, mas imagino que seja sim.
Mas porque a Netflix usava uma fonte paga, isso eu não entendi mesmo...

Exibir mais comentários