Tecnoblog

As principais novidades que a Microsoft apresentou hoje

A Microsoft está realizando, nesta segunda-feira (7), sua conferência Build para desenvolvedores. Nos últimos anos, o Windows 10 era o centro das atenções, mas isso está mudando. Desta vez, o foco do evento está em computação na nuvem e na internet das coisas. Ainda assim, o sistema está ganhando algumas novidades.

Windows

Para a próxima atualização do Windows 10, a Microsoft promete integrá-lo “entre uma variedade de dispositivos e plataformas”.

Haverá uma nova maneira de conectar seu smartphone ao PC, dando acesso a mensagens de texto, fotos e notificações. Com o “Your Phone”, será possível inserir imagens do seu celular em um documento que você estiver editando no computador, sem mesmo tirar o aparelho do bolso. Isso entrará em testes no programa Windows Insider em breve.

O Microsoft Launcher para Android terá suporte à Linha do Tempo, lançada no Windows 10 com o April 2018 Update. Isso significa que você poderá ver um histórico dos apps e arquivos abertos nos últimos 30 dias. Além disso, suponha que você editou uma planilha no smartphone: isso vai aparecer no PC, e você poderá continuar o trabalho no Excel para Windows.

A Linha do Tempo no PC também vai mostrar os sites que você visitou no Microsoft Edge para iPhone e iPad. Ou seja, será ainda mais fácil continuar a navegação entre o PC e dispositivos da Apple.

Há alguns meses, a Microsoft vem testando os Sets no Windows 10. Isso permite agrupar diversos programas em abas, incluindo o Explorador de Arquivos. A partir de hoje, qualquer desenvolvedor poderá adotar esse recurso, começando por aplicativos UWP.

Kinect está de volta (ou quase)

Como um acessório para o Xbox, o Kinect fracassou. Ele deixou de ser fabricado, e seu estoque não foi mais reposto. No entanto, sabíamos que a tecnologia por trás dele continuaria viva.

De fato, a Microsoft anunciou hoje o Project Kinect for Azure: trata-se de um conjunto de sensores, incluindo uma nova câmera de profundidade, pensada para inteligência artificial e computação na borda.

O novo sensor consegue rastrear todas as articulações das mãos, além de mapear o espaço ao redor com alta fidelidade. Ele tem resolução 1024 x 1024, contra os 640 x 480 pixels do acessório para Xbox One.

O Kinect for Azure consome pouca energia, e será voltado para desenvolvedores que trabalham com inteligência ambiental — reconhecimento de clientes em uma loja, por exemplo.

Parceria com DJI e Qualcomm

A Microsoft está abrindo o código-fonte do Azure IoT Edge Runtime, serviço voltado para a internet das coisas. Com a computação na borda, dispositivos como drones e equipamentos industriais podem executar ações críticas sem exigir conexão à nuvem.

A DJI, maior fabricante global de drones, fez uma parceria com a Microsoft para criar um novo SDK para o Windows 10. Trata-se de um conjunto de ferramentas para desenvolvedores, com controle de voo e transferência de dados em tempo real.

Além disso, a Microsoft vai trabalhar com a Qualcomm Technologies para criar um kit de visão computacional para desenvolvedores. A ideia é oferecer hardware e software essenciais para desenvolver soluções de IoT baseadas em câmera.

Inteligência artificial para acessibilidade

A Microsoft está lançando hoje o AI for Accessibility, um programa de cinco anos que investirá US$ 25 milhões em ferramentas de inteligência artificial voltadas para pessoas com deficiências.

Isso será feito através de bolsas para desenvolvedores, universidades e ONGs. Ela também vai identificar e expandir projetos de IA já em andamento, fornecendo acesso a especialistas da Microsoft para ajudá-los a crescer.

A ideia é ajudar pessoas com deficiência visual, auditiva, cognitiva, de aprendizagem, de mobilidade e de saúde mental. Elas serão mais capazes de lidar com três cenários específicos: trabalho, vida moderna e conexão humana.

E mais

No ano passado, Microsoft e Amazon fecharam uma parceria para unir Cortana e Alexa. No entanto, isso está demorando mais que o previsto. Na Build, vimos pela primeira vez as duas assistentes pessoais interagindo entre si: você pode dizer “Ei Cortana, abra a Alexa” e vice-versa.

A integração estava inicialmente prevista para ser lançada até o final de 2017, o que não aconteceu. Por enquanto, não há um novo prazo, mas você pode se cadastrar aqui para receber novidades do projeto por e-mail.

A Microsoft demonstrou um conceito de sala de reunião inteligente, com uma câmera de 360 graus e um conjunto de microfones para detectar cada participante e transcrever o que eles dizem.

O Excel ganhou suporte a funções personalizadas em JavaScript. Isso está disponível em prévia a partir de hoje; confira os detalhes aqui. Você pode usá-las no Windows, Mac e Excel Online.

A Microsoft anunciou outras novidades voltadas para desenvolvedores. Isso inclui a plataforma Windows Machine Learning para aprendizado de máquina, que está embutida no Windows 10. O .NET Core 3.0 permite usar a versão mais recente do .NET e rodar programas em um ambiente independente. E ficou mais fácil criar aplicativos que adotem o Fluent Design, graças ao UWP XAML Islands.

Com o Visual Studio Live Share, em prévia a partir de hoje, o desenvolvedor pode colaborar em tempo real com outros membros da equipe, editando e depurando código diretamente no Visual Studio 2017 ou VS Code. E o IntelliCode oferece sugestões baseadas em inteligência artificial para “melhorar a qualidade do código e a produtividade”.

E, como o blockchain está em alta, a ferramenta Azure Blockchain Workbench permite desenvolver aplicativos conectando uma rede de blockchain a serviços na nuvem como Azure Active Directory, Key Vault e SQL Database.

Atualizado às 15h26