Tecnoblog

Opera testa carteira de criptomoedas embutida no navegador

O Opera vem oferecendo diversos recursos ligados a criptomoedas em seu navegador. Este ano, suas versões para Android e desktop ganharam uma proteção contra sites que fazem mineração sem que os usuários percebam.

Agora, o navegador também testa a sua própria carteira de criptomoedas no Android. Com ela, será possível armazenar tokens de Ethereum e outros itens colecionáveis digitais sem precisar usar ferramentas separadas.

Em comunicado, a Opera diz que pretende ajudar desenvolvedores interessados em oferecer aplicativos que usam criptomoedas. Para a empresa, muitos não alcançam o resultado esperado porque as carteiras atuais não possuem interfaces amigáveis aos usuários.

O objetivo do novo recurso é “diminuir as barreiras de entrada na web do futuro para usuários e desenvolvedores. Como a carteira é incorporada ao navegador, os usuários não precisarão instalar extensões nem navegadores de aplicativos descentralizados”.

Também conhecidos como DApps, os aplicativos descentralizados são baseados em Ethereum, a blockchain utilizada pela moeda virtual ether e por diversos outros tokens.

Para realizar transações, o Opera usará o sistema de segurança nativo do Android. Assim, os usuários poderão substituir PINs e senhas por suas impressões digitais.

O recurso está sendo testado com alguns usuários da versão beta e deve ser liberado de forma oficial em breve.

Com informações: OperaThe Next Web.