Opera One é um navegador que organiza abas automaticamente

Tab Islands prometem facilitar navegação, agrupando abas enquanto usuário clica em links; browser também oferece acesso rápido ao ChatGPT

Giovanni Santa Rosa
Por
Tab Islands no Opera One
Opera One (Imagem: Giovanni Santa Rosa/Tecnoblog)

A Opera lançou nesta terça-feira (25) a primeira versão para desenvolvedores do seu novo navegador, o Opera One. A ideia é que ele substitua a versão principal até o fim do ano. Como grande destaque, o browser traz uma nova forma de agrupar abas — e tem mais recursos.

A nova forma de agrupar abas é chamada “Tab Islands”, ou “ilhas de abas”, em tradução livre.

Grupos de abas não são exatamente uma novidade, mas em outros navegadores, como Google Chrome e Microsoft Edge, o processo é manual — o padrão é deixá-las desagrupadas.

O Opera One muda isso. Ao começar a navegação, os links em que você vai clicando ficam em um mesmo grupo. Se você abrir outra aba, o browser cria automaticamente um novo grupo.

O exemplo dado pela empresa é bastante didático. Pense assim: você procurou restaurantes no Google e foi abrindo cardápios. Todas essas abas ficam em um mesmo grupo.

Ao criar uma nova aba para entrar no Google Docs, ela vai para um grupo separado, assim como todos os links que você abrir.

No fim, você fica com dois grupos: um para os restaurantes, outro para os documentos. Fica mais fácil achar o que você quer.

Cada “ilha” é identificada por uma barra colorida. Ao clicar nela, as abas são recolhidas, deixando só o marcador.

Tab Islands
Tab Islands (Imagem: Divulgação/Opera)

Eu usei o Opera One por alguns minutos e isso pareceu fazer bastante sentido.

Como alguém que trabalha escrevendo e pesquisando, é bem comum as abas ficarem todas misturadas: textos de referência, buscas por informações adicionais, e-mail, ferramentas de organização, e assim por diante. O novo navegador deve dar uma ajuda para quem sempre se perde.

Opera One tem ChatGPT e novidades de renderização

Ok, agrupar abas é legal, mas e o resto? O Opera One tem uma interface bem parecida com a do Opera atual, mas algumas novidades foram acrescentadas.

Inteligência artificial é o assunto do momento, e ela não poderia deixar de estar em um aplicativo lançado em 2023.

Ao selecionar um texto, o Opera One sugere prompts, como explicar usando o ChatSonic ou traduzir usando o ChatGPT. Nem sempre é útil — o navegador sugeriu transformar um parágrafo em novela ou poesia.

Também dá para escrever prompts diretamente da barra do navegador.

Na barra lateral, há opções para abrir o ChatGPT e o ChatSonic. Isso não é novidade: o Opera tem essa ferramenta há alguns meses.

Deixando a inteligência artificial um pouco de lado, o Opera One também promete melhorias de desempenho.

Segundo a empresa, ele renderiza os elementos da interface de maneira modular, para evitar travamentos. Além disso, o processamento é feito em camadas, para garantir animações mais fluidas.

Com informações: TechCrunch, Thurrott

Relacionados